BOLAVIP - Por: Gabriel Malheiros

Ralf não gostou da maneira com que foi tratado ao saber que não estaria nos planos de Tiago Nunes para o decorrer da temporada. O volante quebrou o silêncio e abriu o jogo pela primeira vez após ter sua saída do Corinthians confirmada. Campeão de tudo pelo Alvinegro, o jogador considera ter sido tratado como qualquer um e disparou contra o departamento de futebol.

+ Após correção, Corinthians vira lanterna do grupo por critério de cartões amarelos

+ Gabriel, do Corinthians, reflete sobre possível eliminação no Paulista

+ Marllon não se empolga em defender o Cruzeiro e deve permanecer na reserva do Corinthians

"Não me deram oportunidade de nada, ele não me conhece. Mas respeito o treinador, a opinião dele. Não quer contar com o Ralf? Beleza. Mas eu tenho uma história no clube, não é assim. Eu tenho uma história aqui, eu tenho uma vida aqui. Não são dez dias, são dez anos. Serei grato para o resto da minha vida, mas não foi dirigido da forma certa como eu esperava", disse Ralf.

Contestado na última temporada, companheiro de Gil quer mostrar seu valor e busca confiança de Tiago Nunes
Ainda em entrevista exclusiva aos jornalistas Marcelo Braga e Renato Peters, ambos do Grupo Globo, o jogador, de 35 anos, não descartou a possibilidade de defender as cores de um rival e afirmou estar analisando as propostas que estão chegando. Por fim, o atleta afirmou que vai trabalhar para encerrar a carreira no Timão; o meia estima mais dois ou três anos em alto nível.

"Todo mundo sabe da minha gratidão pelo clube. O Corinthians é minha vida, mas hoje eu sou um profissional, estou aberto ao que aparecer, independentemente de ser rival ou não e do rótulo que tenho no Corinthians, só penso na minha carreira. Tenho tido consultas, estou aberto a tudo o que vier e não teria problema algum", completou.

Já segue o Corinthians no Instagram? Faça parte da nossa torcida!