RÁDIO TUPI

A entrevista coletiva concedida pelo lateral-esquerdo Moisés, do Internacional, foi ofuscada por conta de um lamentável episódio de racismo na última quarta-feira.

+ Inter terá mudanças no time contra o Tolima

+ Rodrigo Dourado voltará aos treinos do Inter no mês de março

+ Eduardo Coudet explica ausência de D'Alessandro contra o Tolima

O atleta que chegou ao Internacional nesta temporada, foi chamado de Macaco por um internauta que estava acompanhando a entrevista pelo Instagram oficial do clube. Em nota, o Colorado afirmou que a discriminação é um mau que assombra a sociedade e fez questão de lembrar que o clube está tomando as providências cabíveis para que o crime não fique impune.

CONFIRA A NOTA OFICIAL DO CLUBE:

“A discriminação é um mal que ainda nos assombra. Durante uma live da entrevista coletiva com Moisés, feita pelo nosso Instagram na tarde desta quarta, alguns criminosos publicaram comentários de cunho racista com relação ao nosso lateral.

O Inter repudia totalmente este tipo de comportamento e está tomando todas as medidas cabíveis. Nosso engajamento é permanente em ações para coibir qualquer ato discriminatório.

Um deles é o canal de denúncia ‘Estaremos Contigo’, que pode ser acessado pelo WhatsApp – número 51 98114-7779. Por meio dele, podem ser relatados atos discriminatórios e preconceituosos. Nós queremos te ouvir. Pode ter certeza que iremos agir!”

Já segue o Internacional no Instagram? Faça parte da nossa torcida!