SPORTBUZZ - Por: Guilherme Assumpção

Buscando reforçar a equipe para a disputa da Série B, o Cruzeiro voltou a concentrar seus esforços na contratação do volante, Foguinho, do Criciúma. Contudo, uma pendência entre as equipes pode atrapalhar a negociação pelo jogador.

+ Além de Marcelo Moreno, diretoria do Cruzeiro planeja anunciar meio-campista, atacante e lateral

+ Atacante Fred aciona Cruzeiro na Justiça do Trabalho

+ Adilson Batista elogia Edilson e manda indireta para Thiago Neves

De acordo com o site Superesportes, uma dívida da Raposa com o time catarinense é o principal empecilho para que a contratação seja realizada. O clube mineiro ainda não acertou os valores da compra do lateral-direito Ezequiel no ano de 2016. O caso está sendo discutido na Câmara Nacional de Resolução de Disputas da Confederação Brasileira de Futebol.

O Criciúma alega que ainda precisa receber R$ 300 mil pela venda de Ezequiel. Já o Cruzeiro, garante que o valor está na casa dos R$ 250 mil. Enquanto esta discussão não for definida, dificilmente a contratação de Foguinho será finalizada.

O empresário do jogador, Luis Fernando Aveline, confirmou o acerto de seu cliente com a Raposa.

“As negociações se intensificaram. Da parte do jogador com o Cruzeiro, o acerto está encaminhado. Faltam só alguns detalhes, umas poucas questões. No mais, é aparar algumas arestas. Mas o desejo do jogador é total pela transferência”, disse o agente ao site Superesportes.

O contrato de Foguinho é válido até o final deste ano e a vinda do atleta seria através do empréstimo por uma temporada. Para liberar o volante, o Criciúma deseja receber cinco jogadores em troca na negociação. São eles: o lateral-direito Luiz Gustavo, o lateral-esquerdo Marcelo Hermes e o volante Guilherme Liberato. Os outros dois nomes são mantidos em sigilo.

Na última quarta-feira, 5, Sérgio Lopes, superintendente do Criciúma, explicou a negociação com o Cruzeiro e ressaltou a necessidade de receber jogadores em troca na negociação.

“O Cruzeiro está conversando com o clube, com o presidente e com o atleta e o agente dele. A gente precisa do Foguinho, mas o Foguinho precisa pensar na carreira dele. Daqui a pouco ele vai para o Cruzeiro, e quem vem do Cruzeiro? Jogadores da base, não queremos. Tem que ser jogadores que vêm aqui para nos ajudar, do profissional. Mas estamos analisando todas as situações. Uma queda da B para a C é muito difícil, e uma remontagem da equipe não é da noite para o dia”, falou, em entrevista à Rádio Eldorado AM, de Criciúma.

Já segue o Cruzeiro no Instagram? Faça parte da nossa torcida!