O Cruzeiro concedeu nesta quarta-feira mais 30 dias de licença ao volante Ariel Cabral. Em comunicado, o clube informou que o jogador de 32 anos fez o pedido “alegando a necessidade de tratar assuntos particulares”.

O meio-campista se apresentou no começo do ano, fez parte da pré-temporada, mas não treina na Toca da Raposa II desde 14 de janeiro. Desde então, ele solicitou três períodos de licença para resolver questões pessoais na Argentina, seu país natal, e só retornou a Belo Horizonte nessa terça, 4 de fevereiro.

+ Além de Marcelo Moreno, diretoria do Cruzeiro planeja anunciar meio-campista, atacante e lateral

+ Atacante Fred aciona Cruzeiro na Justiça do Trabalho

+ Adilson Batista elogia Edilson e manda indireta para Thiago Neves

Agora, com a quarta licença, de 30 dias, a previsão é que Ariel só retorne à Toca da Raposa II no começo de março.

Cabral tem vínculo com o Cruzeiro até dezembro deste ano. No começo de janeiro, ele chegou a pleitear ao Núcleo Dirigente Transitório a extensão do acordo até o fim de 2021. Essa hipótese foi inicialmente recusada.

O argentino ainda não havia chegado a um acordo com a diretoria quanto à readequação salarial, aceita pelo goleiro Fábio, pelo zagueiro Leo e pelo lateral-direito Edilson. Por isso, o futuro de Cabral no Cruzeiro é incerto.

A diretoria chegou a imaginar que Ariel Cabral voltaria ao Brasil esta semana com uma proposta de algum clube, o que não ocorreu. Rodolfo Baqué, agente do meio-campista, disse que não há nenhuma oferta.

Ariel Cabral chegou ao Cruzeiro em agosto de 2015, após sair do Vélez Sarsfield. Se os torcedores têm opiniões mistas sobre suas qualidades, os técnicos, especialmente Mano Menezes, o admiraram pela disciplina na parte tática e facilidade em recuperar a bola no campo do adversário. Ofensivamente, os números são modestos - apenas quatro gols em 176 jogos. Apesar da estatura de 1,86m, Ariel nunca se mostrou exímio cabeceador, nem tampouco bom finalizador com o pé canhoto.

Fora das quatro linhas, Cabral se tornou um dos líderes do grupo, principalmente nos períodos em que havia grande quantidade de estrangeiros, casos do uruguaio Arrascaeta, dos argentinos Lucas Romero e Ramón Ábila, do equatoriano Caicedo, do colombiano Orejuela e tantos outros. Em meio aos altos e baixos no Cruzeiro, Ariel conquistou quatro títulos: dois estaduais, em 2018 e 2019, e duas Copas do Brasil, em 2017 e 2018.

Fonte: SuperEsportes

Já segue o Cruzeiro no Instagram? Faça parte da nossa torcida!