Titular ao longo de toda a temporada 2019 e um dos destaques do Grêmio no título do Campeonato Gaúcho, o goleiro Paulo Victor terá de conviver com a sombra de Vanderlei, bom nome que deixa o Santos e tem acordo encaminhado para chegar ao Imortal nos próximos dias. Em entrevista à Rádio Grenal, Paulo Victor concedeu frases fortes e analisou o seu momento e a chegada do concorrente.

+ Grêmio monta operação para fechar com 2 últimos reforços

+ Grêmio anuncia contratação do lateral Luís Orejuela

+ Grêmio negocia contratação de Rafael Carioca e pode atravessar Flamengo por Orejuela

“Não houve conversa comigo. O clube não tem que ficar dando explicação. Ninguém veste essa camisa pedindo por favor. Fiz a opção de vir para o Grêmio e não estou arrependido. Quero ter essa pressão para o resto da minha vida. Não estão trazendo só goleiro, mas tem para outras posições. A gente só vai sobreviver com trabalho. O treinador é que vai escolher”.

O goleiro aproveitou para se defender das críticas que sofreu na última temporada. Nos mata-matas diante de Palmeiras e Flamengo, pela Conmebol Libertadores, o arqueiro não teve boas atuações e preocupou a torcida gaúcha. “Joguei 56 partidas ano passado. Se você me disser um jogador que não cometeu falhas nesse número de jogos, traz ele aqui e eu fico no banco para ele por três anos”.

“Em 100 anos, só o Grêmio conseguiu bater o recorde de sofrer apenas um gol. Não foi o Paulo Victor, foi o Grêmio, o grupo todo. Vamos seguir buscando nossas metas, sempre procurando superar marcas. Não cheguei até aqui de favor. Cheguei com meu trabalho. As escolhas serão do treinador. Eu tenho que trabalhar e esperar as oportunidades”.

Fonte: Fox Sports

Já segue o Grêmio no Instagram? Faça parte da nossa torcida!