Depois de uma grande temporada pelo Fluminense em 2017, o atacante Richarlison segue fazendo sucesso na Europa, mais precisamente na Inglaterra, onde atua no Everton, se consolidou e está na mira de gigantes como o Chelsea e Manchester United. O NETFLU apurou com pessoas ligadas ao atleta que o jovem também tem propostas da Itália e Alemanha.

+ Fluminense abre negociação para contratar zagueiro do Palmeiras

+ Digão vai assinar contrato com o Fluminense por três temporadas

+ Fluminense ainda deve fechar com mais três reforços

Mas em qual parte o Fluminense entraria nisso? O atleta chegou ao clube ainda com 18 anos. Por isso, mesmo não tendevo sido formado em Xerém, o clube das Laranjeiras possui direito a uma porcentagem em torno de negociações do atleta, que varia de 0,5% a 0,75%, baseado no “Mecanismo de Solidariedade”. Entre 16 e 23 anos, as equipes tendem a receber 0,5% por ano de clube do atleta, que foi o caso do Time de Guerreiros.

Especula-se que a proposta mais alta recebida fora da Inglaterra foi na casa de “módicos” R$ 400 milhões, o que faria o Tricolor faturar entre R$ 2 milhões a R$ 3 milhões. Para se ter uma ideia do montante, esse foi o valor pago por 50% dos direitos do último reforço anunciado pelo clube, o peruano Fernando Pacheco.

É importante lembrar, entretanto, que caso Richarlison seja transferido para o mercado interno inglês, nenhuma porcentagem será repassada, de acordo com as regras da Fifa. A bonificação só vale para transferências internacionais. O “Mecanismo de Solidariedade” foi criado pela maior entidade do futebol mundial nos anos 2000, e premia os times formadores dos atletas.

Fonte: NetFlu

Já segue o Fluminense no Instagram? Faça parte da nossa torcida!