​O ​Grêmio se reapresenta nesta quinta-feira (9), no CT Luiz Carvalho, em Porto Alegre, mas ainda não está com elenco fechado para a temporada. Sem pressa para anunciar novos nomes, estabelecendo a estreia na Copa Libertadores da América, no início do mês de março, como prazo, o presidente Romildo Bolzan Júnior e o técnico Renato Portaluppi segue atento ao mercado da bola.

+ Grêmio monta operação para fechar com 2 últimos reforços

+ Grêmio anuncia contratação do lateral Luís Orejuela

+ Grêmio negocia contratação de Rafael Carioca e pode atravessar Flamengo por Orejuela

Na tarde de ontem (8), o Tricolor Gaúcho confirmou a venda de Guilherme. O atacante, que se destacou pelo Sport na última edição da Série B do Campeonato Brasileiro, não estava nos planos para 2020 e foi negociado com o Al-Faisaly, da Arábia Saudita. As tratativas pelo jogador de 24 anos renderam 2 milhões de euros (R$ 9 milhões) aos cofres e o Grêmio já estuda o destino do montante.

A expectativa é que o dinheiro seja utilizado para fechar com um reforço de peso. Segundo informou o​ jornalista Cesar Cidade Dias, do grupo Bandeirantes, do Rio Grande do Sul, toda grana arrecada com a saída de Guilherme será utilizada na tentativa de contratar o uruguaio Carlos Sánchez. O meio-campista, que não esteve na reapresentação do Santos e deve chegar na sexta-feira (10) ao Brasil, teria uma dívida a receber no clube.

De acordo com a ​Gazeta Esportiva, o Santos teria fechado um acordo com os representantes de Sánchez para, nas próximas semanas, realizar o pagamento do valor, que é de pouco mais de R$ 1 milhão. Em Porto Alegre, o Grêmio está em busca de um novo meio-campista após a saída de Luan para o Corinthians. Conforme Cidade Dias, a diretoria tricolor quer 5 reforços que possam brigar pela titularidade.

Fonte: 90min

Já segue o Grêmio no Instagram? Faça parte da nossa torcida!