Depois de uma temporada turbulenta dentro e fora de campo, o São Paulo espera um 2020 diferente para enfim quebrar a seca de títulos e equilibrar o lado financeiro do clube. Pensando nisso, um dos principais desejos do Tricolor para o ano que vem começa por algo que já está em andamento: a manutenção do elenco.

+ São Paulo deve ganhar dois 'reforços' a pedido de Diniz

+ Segundo dirigente do São Paulo, atacante assinou pré-contrato com o Corinthians

+ São Paulo pode acertar contratação de reforço vindo da Europa

Mais importante até do que não vender jogadores, a prioridade da diretoria são-paulina neste final de 2019 foi manter peças importantes do time. Só neste mês, o clube acertou a compra em definitivo de Vitor Bueno, Igor Vinícius e Tiago Volpi.

Para equilibrar o caixa, entretanto, a diretoria pode negociar uma das joias de Cotia. O mais cotado para sair é o atacante Antony, mas as propostas do exterior não alcançaram o mínimo estipulado pelo Tricolor.

Em situação difícil financeiramente, o São Paulo não deve fazer contratações de impacto nos primeiros momentos da janela. Por isso, o principal reforço para 2020 pode ser a recuperação dos medalhões da equipe, como Hernanes, Alexandre Pato e Pablo.

Os três chegaram como esperanças de elevar o nível técnico do time em 2019, mas não corresponderam às expectativas. O profeta esteve longe dos desempenhos de suas passagens anteriores e terminou o ano com apenas 4 gols e 3 assistências em 37 jogos.

No ataque, Pablo sofreu muito com lesões e também não conseguiu entregar o número de gols esperado pelos torcedores. Foram apenas 7 em 28 jogos. Alexandre Pato também teve ano apagado e pouco foi utilizado por Fernando Diniz na reta final do Brasileirão. Foram 22 jogos com 5 gols do atacante.

Caso o trio se recupere, outro desejo dos são-paulinos pode ser atendido em 2020: um setor ofensivo com mais efetividade. Dentro de campo, esse foi uma das grandes decepções da torcida neste ano. Foram 56 gols marcados nas 60 partidas da temporada, com uma média de 0,95 por jogo, a pior da história do clube.

Fonte: Gazeta Esportiva

Já segue o São Paulo no Instagram? Faça parte da nossa torcida!