(Foto: Reprodução da Internet)

O inferno do Avaí: pior retrospecto nos pontos corridos

A vida do Avaí na Série A do Campeonato Brasileiro não está nada fácil. Muito pelo contrário, a equipe catarinense acumula, até aqui (16ª rodada), o pior retrospecto de uma equipe na história dos pontos corridos. Vale dar uma conferida nas estatísticas recentes do Leão antes de acessar os Sites de apostas. Com apenas sete pontos ganhos em 16 jogos disputados, o clube conta com míseros 14,6% de aproveitamento, superando de forma negativa o América/MG de 2016, que com as mesmas 16 rodadas disputadas, tinha oito pontos conquistados. A conta fica ainda pior se analisar o número de vitórias. A equipe catarinense não conseguiu vencer nenhum jogo até aqui na competição, enquanto o Coelho, em 2016, tinha vencido dois jogos.

Entre outras campanhas negativas que se destacam, nos últimos anos, estão o Atlético Goianiense, em 2017, com apenas 9 pontos, e a dupla Portuguesa e Náutico, em 2013, com os mesmos nove pontos em 16 rodadas disputadas.

A distância para o primeiro time fora da zona (Cruzeiro), já está em 10 pontos, o que já deixa o clube com mais de 97% de chances de rebaixamento, de acordo com o portal Chance de Gol. Um novo rebaixamento marcaria como sendo o terceiro consecutivo do Leão da Ilha, que caiu em 2015 e 2017.

Neste último domingo, contra o Corinthians, mais uma prova da fragilidade da equipe catarinense. Atuando em seus domínios, o time comandado por Alberto Valentim, ex-Vasco, atuou com um homem a mais durante 20 minutos do segundo tempo, chegou a abrir 1 a 0 com gol do volante Richard Franco aos 14 minutos da etapa final, mas viu Betão ser expulso, igualando o número de homens em campo e sofrer o empate aos 31, com Vagner Love pegando rebote de Vladimir. Mais de 9700 torcedores viram o Leão desperdiçar boa oportunidade de conquistar três pontos.

Até aqui, no Brasileirão, o Avaí soma sete empates e nove derrotas, com oito gols marcados e 22 sofridos, segundo pior saldo da competição, atrás apenas do CSA, que está na sua frente na classificação, em 19ª, com 12 pontos conquistados. Valentim, não fez questão de esconder a frustração após o novo tropeço:

“Pecado, mais uma vez. Não tem como fugirem das mesmas perguntas, pois isso tem se repetido na Ressacada com o time criando coisas boas, mas deixando escapar o resultado. Finalizamos mais, tivemos mais escanteios, mas isso no futebol não é suficiente para no término da partida estar aqui comemorando a vitória”, declarou, admitindo que, em outras situações, dividir os pontos contra o Corinthians não seria um panorama tão desfavorável.

“Contra um adversário forte, tem que fazer as coisas bem feitas. Fazer a bola chegar e depois usar a parte técnica. No primeiro tempo fomos mais livres para jogar. Fica o gosto amargo do empate. Em outras situações seria até normal empatar com o Corinthians”, completou.

Já são 19 jogos sem vencer no ano. O próximo desafio é frente ao Fluminense, no dia 2 de setembro, no Rio de Janeiro, a partir das 20h.

Últimas