(Foto: Reprodução da Internet)

Novo meia fala da concorrência de Jadson e Sornoza, mas não dá prazo para ficar à disposição

Régis foi apresentado na tarde desta quinta-feira no CT Joaquim Grava. Entre vários assuntos, o meia falou sobre a concorrência na função: Jadson, um dos líderes do grupo do Corinthians, e Sornoza, maior garçom do elenco nesta temporada, com seis passes para gol.



"São dois grandes jogadores. Jadson não tem o que falar pela história que tem no futebol. Eu venho procurar fazer meu trabalho para estar ajudando a equipe e, consequentemente, estar construindo o meu espaço", afirmou, em sua primeira coletiva no Timão..

O reforço corinthiano não tem data para estrear. Sem jogar desde agosto do ano passado, ainda quando estava no Bahia, o meia lembrou que não conseguiu entrar em campo pelo Al-Wehda por uma questão burocrática. E que buscou ajuda extra.

"Cheguei na Arábia em setembro, nesse tempo eu só treinei e joguei amistosos. Peguei um personal, um fisioterapeuta, para não ficar parado, 100% parado. Trabalhando forte", afirmou o jogador, que completou:

"Ainda não (sabe se será inscrito no Paulistão), só estou focado em treinar bem e condicionar bem para quando o professor optar por me convocar eu estar 100%", lembrou o meia, sem negar a necessidade de melhorar a parte física.

Por fim, questionado sobre a maratona de jogos do Corinthians nos primeiros meses do ano, Régis elogiou a qualidade do estafe do clube.

"Realmente, esse começo de temporada foi bem puxado para o nosso elenco. Mas a gente tem um staff bom e podemos chegar inteiro sempre. Vamos trabalhar bem todos, quando chegar o clássico em 100%. Estou trabalhando para ficar bem o quanto antes", finalizou.

CONTINUA DEPOIS DOS ANÚNCIOS

Mais sobre - Corinthians