(Foto: Reprodução da Internet)

Felipão é tema de polêmica na torcida do Palmeiras após vitória na Colômbia

O Palmeiras estreou bem na Libertadores da América. A vitória por 2 a 0 sobre o Junior Barranquilla, na Colômbia, já deixa o clube brasileiro na liderança do Grupo F, uma vez que Melgar, do Peru, e San Lorenzo, da Argentina, empataram em 0 a 0. Só que nem o bom resultado fez a torcida ficar 100% satisfeita, principalmente com algumas opções do técnico Luiz Felipe Scolari e pela qualidade do futebol apresentado.



Antes de a bola rolar, havia praticamente uma unanimidade com a escalação oficializada pelo treinador, que colocou Dudu, Ricardo Goulart e Gustavo Scarpa para atuarem juntos. Só que a postura recuada da equipe, bem como as convicções em cima de determinados nomes, incomodaram. Mais uma vez, o gaúcho foi chamado de “turrão” e “teimoso” por quem não concordou com algumas de suas escolhas.

O meia Zé Rafael, por exemplo, sequer ficou no banco de reservas, o que incomodou muita gente. O comandante argumentou que vê nele um reserva para Dudu, que raramente deixa de estar em campo - nesta quarta-feira, porém, acabou substituído por Hyoran. Já os que o defendem, mais uma vez, lembraram a conquista de um bom resultado ao “estilo Felipão”.

Enfim, esta batalha virou trend topic no Twitter, só que essa divisão de opiniões em nada muda o jeito do técnico. “A fase de grupos da Libertadores tem seis jogos. Se você não ganha, que faça no mínimo um ponto fora de casa. Que tenha um time bem organizado defensivamente e taticamente para explorar a qualidade dos seus jogadores”, definiu. Na próxima terça-feira, o Palmeiras recebe o Melgar. Antes, no sábado, pega o Mirassol pela 10ª rodada do Campeonato Paulista.

CONTINUA DEPOIS DOS ANÚNCIOS

Mais sobre - Palmeiras