(Foto: Cesar Greco / Palmeiras)

Leila Pereira diz que não irá interferir em saída de jogador

O atacante Miguel Borja, artilheiro do Palmeiras na temporada passada, está na mira do futebol chinês e pode deixar o clube nas próximas semanas, já que segundo informações do ‘Chuteira F.C’, a diretoria não fará tanto esforço para segurá-lo, como fez com Dudu e Bruno Henrique. E a possível saída do camisa 9 interessa diretamente a Leila Pereira, dona da Crefisa e da FAM, patrocinadoras da equipe.

Como estabelecido em contrato, todo jogador contratado com o aporte financeiro da patrocinadora deverá ter o valor da negociação devolvido. Borja, por exemplo, foi contratado em 2017 com a ajuda da Crefisa, que desembolsou 10,5 milhões de dólares (cerca de R$ 34 milhões na época) por 70% dos direitos do atleta.

QUER SABER MAIS SOBRE O PALMEIRAS? CLIQUE AQUI.

“O patrocinador nunca se envolve na escolha de contratação de jogador. E nem na de venda. Isso é um interesse do clube. Muitas pessoas me perguntam isso. Quando existe essa solicitação do aporte para a contratação de jogador, já chega no parceiro com o jogador escolhido, a gente só conversa a respeito de valores, se é possível colaborar com aquele valor. E na hora de vender é a mesma coisa”, afirmou Leila Pereira em entrevista ao programa ‘Bate-Bola Debate’, da ESPN.

A empresária e conselheira do clube ainda explicou como deve funcionar a mecânica para a devolução do dinheiro aportado na contratação dos jogadores. “Esses valores foram transformados em reais, então a dívida que o Palmeiras tem com a Crefisa é em real. Se vende por R$ 25 milhões, (o clube) restitui os R$ 25 milhões para a Crefisa e essa diferença o Palmeiras tem dois anos para devolver. E por exemplo, se o jogador que foi adquirido com o aporte da Crefisa por R$ 20 milhões for vendido por R$ 30 milhões, esse valor de outro jogador (que sobrar) pode ser utilizado (para abater parte da dívida).”

Vale lembrar que a Crefisa ajudou o Palmeiras a contratar nomes como Dudu, Alejandro Guerra, Bruno Henrique, Luan, Juninho, Deyverson e etc. Estima-se que, ao todo, a dívida do clube com a patrocinadora chegue na casa dos R$ 120 milhões.

Torcedores.com

RECEBA NOTÍCIAS DO PALMEIRAS DIRETO NO SEU MESSENGER. NÃO PERCA TEMPO! É DE GRAÇA!

Mais sobre - Palmeiras