(Foto: Bruno Cantini / Atlético-MG)

Peixe grande do Galo terá de esperar fase de grupos da Libertadores

O Atlético já movimentou o mercado de maneira interessante durante as férias, contratou Igor Rabello como maior investimento, além de outros atletas. Mas ainda faltam dois nomes, conforme pedido da diretoria que queria um atacante e um meia. Mas isso será somente se confirmar a vaga na fase de grupos da Copa Libertadores.

A Gazeta Esportiva apurou que o clube está atento a tudo e mantém conversas. Todavia, passar para a fase de grupos na Copa Libertadores será o diferencial para chegar um “peixe grande” na Cidade do Galo.

QUER SABER MAIS SOBRE O ATLÉTICO? CLIQUE AQUI.

Caso o Galo tenha sucesso nos jogos contra o Danúbio, nas próximas duas terças-feiras, a primeira partida longe de Belo Horizonte e a segunda na capital mineira, e depois também ter sucesso diante de Bolívar, Defensor ou Barcelona-QUE, a agremiação mineira receberá, pelo menos, um nome de peso, sobretudo, para atuar no meio campo.

A reportagem apurou ainda que o Banco BMG, que será o patrocinador máster em 2019, é o principal parceiro que está por trás das negociações. O Presidente do clube Sérgio Sette Câmara voltou a estreitar relações nos últimos meses com Ricardo Guimarães, presidente da instituição financeira, e isso tem se tornado o diferencial para nomes de peso como Igor Rabello chegarem.

O elenco atleticano sofreu importantes mudanças em relação a temporada passada. A zaga, por exemplo, ganhou dois reforços: Rever e Igor Rabello. Tiveram chegadas ainda, mas mais discretas, para atletas de meio campo e ataque.

Gazeta Esportiva

RECEBA NOTÍCIAS DO ATLÉTICO DIRETO NO SEU MESSENGER. NÃO PERCA TEMPO! É DE GRAÇA!

Mais sobre - Atlético-MG