(Foto: Reprodução da Internet)

R$ 410 milhões? Saiba o que o Palmeiras precisa fazer para ter 100% da bolada

Enfim, o novo acordo entre ​Palmeiras, Crefisa e Faculdade das Américas saiu do papel. E com números bem acima do padrão no que se refere a patrocínios de clubes do futebol brasileiro. Nos próximos três anos, o Verdão poderá engordar seus cofres em mais de R$ 400 milhões só com o dinheiro oriundo das parceiras. E mais: na pior das hipóteses, ao menos R$ 102,8 milhões por temporada estão garantidos.

Para expor as marcas de suas empresas no uniforme, a empresária e conselheira do clube Leila Pereira irá desembolsar, a cada 12 meses, R$ 81 milhões. Isso sem contar os R$ 6,8 milhões em propriedades de marketing (onde entra, por exemplo, o pagamento dos salários de Lucas Lima e Miguel Borja) e outros R$ 15 milhões em luvas. Aliás, este último valor referente a 2019 foi pago a vista, fato este que se repetirá em 2020 e 2021. O valor total pode subir consideravelmente por conta de metas atingidas. Títulos e classificação às próximas edições da Libertadores podem render até R$ 34 milhões por temporada.

QUER SABER MAIS SOBRE O PALMEIRAS? CLIQUE AQUI.

Ou seja, na hipótese de o Palmeiras ganhar absolutamente tudo, serão mais de R$ 410 milhões repassados ao clube no período. “Me sinto à vontade para falar porque são valores reais. Estão no contrato, no balanço. É o maior patrocínio da história do futebol, e não tenho dúvida que é invejado no Brasil. Porém, ele pertence somente ao maior campeão desse País”, disse Leila Pereira, ao celebrar a continuidade da parceria. É pouco ou quer mais?

90min

RECEBA NOTÍCIAS DO PALMEIRAS DIRETO NO SEU MESSENGER. NÃO PERCA TEMPO! É DE GRAÇA!

Mais sobre - Palmeiras