(Foto: Reprodução da Internet)

Quanto vale? Flamengo monta força-tarefa por novo patrocinador master

Não é somente de reforços para dentro das quatro linhas que o ​Flamengo corre atrás neste início de temporada. Com o término do contrato com a Caixa Econômica Federal, antigo patrocinador master do clube, a direção precisa encontrar uma nova marca que queira ocupar o lugar mais privilegiado do uniforme rubro-negro. E mais: pagar por isso.

O principal banco estatal brasileiro repassava nada menos que R$ 25 milhões por temporada. Por isso, o vice-presidente de comunicação e marketing Gustavo Oliveira está à frente das tratativas, juntamente com Luiz Eduardo Baptista, responsável pela pasta de relações externas, e o próprio presidente Rodolfo Landim. Segundo os dirigentes, existem conversas com vários interessados. Porém, em nenhum momento é informado o estágio das negociações.

QUER SABER MAIS SOBRE O FLAMENGO? CLIQUE AQUI.

Ainda em 2018, na gestão Eduardo Bandeira de Mello, houve uma aproximação com o Banco BMG, que recentemente chegou a um acordo com o Corinthians - pagará um mínimo de R$ 22 milhões, mas este valor pode aumentar de acordo com o lucro obtido. O Banco Inter e a TLC, multinacional chinesa de eletrônicos, também se interessaram em patrocinar o Fla - esta última, porém, possivelmente estamparia a logomarca nas mangas da camisa. Conforme proposta orçamentária para 2019, patrocínios, royalties e publicidade devem proporcionar uma receita de R$ 108 milhões. Na última quinta-feira, o clube confirmou a renovação do compromisso com a MRV Engenharia, que ocupa o espaço às costas (acima do número). Além disso, já há um acerto com a Multimarcas Consórcios para a barra traseira. Porém, a homologação desta parceria depende do aval do Conselho Deliberativo. A votação ocorrerá na próxima semana.

90min

RECEBA NOTÍCIAS DO FLAMENGO DIRETO NO SEU MESSENGER. NÃO PERCA TEMPO! É DE GRAÇA!

Mais sobre - Flamengo