(Foto: Reprodução da Internet)

Grêmio repete estratégia com Léo Moura, e até "esquecido" pode ter chance

Exceção feita à disputa da Recopa Sul-Americana, o ​Grêmio irá encarar em 2019 o mesmo calendário que teve pela frente em 2018. Com Campeonato Gaúcho, Copa do Brasil, Campeonato Brasileiro e Libertadores da América, mais uma vez o chamado rodízio aparece como realidade. E, na lateral direita, mais ainda.

Leonardo Moura, por tudo o que já mostrou, é o titular da posição. No entanto, aos 40 de idade, já não tem condições de aguentar uma longa sequência de partidas. Assim como aconteceu em parte da última temporada (quando atuou em 35 jogos e marcou um gol), a tendência é de que seja aproveitado mais nas partidas de Porto Alegre, evitando o desgaste de deslocamentos para que possa, em campo, apresentar a plenitude de seu futebol. “Sempre que eu não jogo, procuro fazer trabalho de força. Eu quero, quando entrar, entrar para decidir. Quero tanque cheio para fazer a diferença. Não posso jogar sempre porque o desgaste é grande. Mas, quando posso, quero ajudar”, disse o veterano.

QUER SABER MAIS SOBRE O GRÊMIO? CLIQUE AQUI.

Assim, Léo Moura deverá alternar sua presença no time com Leonardo Gomes, que, depois de um início claudicante, terminou o ano em alta. Até mesmo Madson, que até agora não aprovou e que quase foi parar no Botafogo, poderá ganhar novas oportunidades. Tudo vai depender, claro, do que ele conseguir mostrar ao longo das atividades. O Grêmio estreia no Estadual no próximo domingo enfrentando o Novo Hamburgo fora de casa.

90min

RECEBA NOTÍCIAS DO GRÊMIO DIRETO NO SEU MESSENGER. NÃO PERCA TEMPO! É DE GRAÇA!

Mais sobre - Grêmio