(Foto: Reprodução da Internet)

Exigência de time chinês deixa atacante mais longe do Vasco

O Vasco estava próximo de acertar com o atacante Rossi. No entanto, a negociação se complicou por conta do Shenzhen, dono dos direitos do jogador. O clube chinês deseja uma compensação financeira para liberar o atleta por empréstimo.

A informação foi veiculada inicialmente pelo UOL Esporte e confirmada pelo Globoesporte.com. O Vasco deseja ter Rossi sem custos pelo empréstimo. Porém, o Shenzhen avisou que só libera o atacante pelo valor de 500 mil dólares (cerca de R$ 1,8 milhões).

QUER SABER MAIS SOBRE O VASCO? CLIQUE AQUI.

O empresário do atleta está na Ásia desde o início da semana, mas sem conseguir negociar com os chineses. Mesmo sem ainda ter desistido da contratação, o Vasco já foi avisado da recusa do Shenzhen. Com isso, pode buscar outro nome no mercado.

powered by Rubicon Project
Entre Rossi e o Cruz-maltino estava tudo acertado. O jogador havia concordado com os valores apresentados pelo clube. Sem o acerto, ele vai analisar outras propostas. Aos 25 anos, tem contrato com os chineses até 2020. Na última temporada, pelo Internacional, marcou um gol em 30 jogos.

Até o momento, o Vasco contratou oito reforços. São eles: os laterais-direitos Cláudio Winck e Raúl Cáceres, o lateral-esquerdo Danilo Barcelos, os volantes Fellipe Bastos e Lucas Mineiro, os meias Bruno César e Yan Sasse e o atacante Ribamar. O clube ainda tenta o meia Jhonny Lucas, do Paraná.

Torcedores.com

RECEBA NOTÍCIAS DO VASCO DIRETO NO SEU MESSENGER. NÃO PERCA TEMPO! É DE GRAÇA!

Mais sobre - Vasco da Gama