(Foto: Reprodução da Internet)

Renato exalta dupla de zaga: é a melhor da América do Sul

Apesar de contar com uma dupla de zaga consolidada, considerada uma das melhores do país, o torcedor do Grêmio fica preocupado quando a equipe não pode contar com Pedro Geromel ou Walter Kannemann. Sem um reserva à altura, a torcida viu nomes como, principalmente, Bressan falharem ao longo dos últimos anos. Em 2019, o clube inicia a temporada com seus dois titulares, mas sem contratações para o setor.

Além de Geromel e Kannemann, o Grêmio começa o ano com Paulo Miranda, Marcelo Oliveira e Rafael Thyere. O lateral-esquerdo trocará de posição, enquanto Thyere retorna de empréstimo à Chapecoense e ainda pode acabar saindo.

QUER SABER MAIS SOBRE O GRÊMIO? CLIQUE AQUI.

Em entrevista coletiva na tarde desta quarta-feira, Renato exaltou sua dupla titular e afirmou ser difícil um jogador se transferir para o clube sabendo que, muito provavelmente, será reserva. O treinador também relatou o cuidado de direção e comissão técnica para não “inchar” o elenco e que vai avaliar o desempenho nos primeiros jogos para identificar carências.

“Nós temos bons jogadores (para a zaga). Vai servir de experiência o estadual e esse início de ano para a gente ver, não só na defesa, mas em qualquer outra posição, se vamos precisar de um outro jogador para contratar. O que não podemos é colocar muitos jogadores no grupo, daqui a pouco estamos com 40, 50 jogadores…. Com calma, vamos ver o que vai acontecer, uma ou outra posição que a gente precise”, disse.

“Por enquanto a defesa está bem. Até porque não é fácil encontrar um grande zagueiro e os grandes zagueiros estão empregados. Além do mais, não são todos os zagueiros que querem vir para o Grêmio porque sabem que tem uma dupla de zaga que, no meu entender, é a melhor da América do Sul, com o Geromel e o Kannemann. Nós temos bons jogadores, vamos começar o ano assim e, se precisar, a gente busca”, completou.

Além de correr o risco de perder qualquer um de seus dois principais zagueiros por lesões ou suspensões, o Grêmio fica atento às convocações. Enquanto Geromel disputou a Copa do Mundo da Rússia e não tem mais feito parte das listas de Tite, Kannemann tem sido constantemente chamado para a Argentina.

Mudanças no grupo

O Grêmio iniciou o ano com algumas mudanças no grupo. Enquanto os titulares Grohe e Ramiro deixaram o clube, Júlio César, Rômulo e Montoya já foram anunciados. Além do trio, mais reforços são esperados para os próximos dias.

Na avaliação de Renato, o início de 2019 tem sido “normal”. O comandante lamentou a não contratação de Thiago Neves, que permaneceu no Cruzeiro, ressaltou a força do grupo e pediu para o torcedor seguir apoiando o elenco.

“Tem sido um início de ano normal. É lógico que, no futebol e não só no Grêmio, sempre que acaba o ano alguém vai embora e sempre que começa o ano alguém chega. Tentamos segurar todo mundo, o Marcelo Grohe foi um pedido dele, visto que em termos financeiros era uma oportunidade para ele. Por isso dispensamos, se não ele estaria até hoje aqui. O Ramiro todo mundo sabe que o clube tinha 10% do passe do jogador, são coisas que acontecem no futebol.

“Os jogadores que chegaram estão se juntando aos demais. Nós temos um grupo forte. Com a saída de dois, três e a chegada de outros, o Grêmio continua forte. Mais do que nunca o torcedor tem que seguir confiando, dando força para esse grupo, indo à Arena e incentivando a equipe. O torcedor sabe que pode confiar na gente

Talvez possa chegar mais um ou outro jogador, estamos trabalhando nesse sentido. O Thiago Neves era um pedido especial meu e, infelizmente, não deu certo. Mas tudo bem, vida que segue. Vamos trabalhar. Continuamos a ter um grupo bom e vamos brigar por mais títulos” , projetou Renato.

Torcedores.com

RECEBA NOTÍCIAS DO GRÊMIO DIRETO NO SEU MESSENGER. NÃO PERCA TEMPO! É DE GRAÇA!

Mais sobre - Grêmio