(Foto: Rafael Ribeiro / Vasco)

Ofertas não chegam até o Vasco e meta fica distante; entenda

O orçamento do Vasco para 2019, apresentado pelo Conselho Deliberativo em dezembro do ano passado, previa uma receita de R$ 30 milhões obtida com a venda de jogadores. Yago Pikachu, que fizeram uma bota temporada, seriam as principais “esperanças” da diretoria abastecer os cofres do clube.

Porém, a expectativa de que ofertas chegassem pela dupla não se concretizou. Dessa forma, o Vasco conseguiu arrecadar R$ 3 milhões, provenientes da venda de Leandro Desábato ao Cerezo Ozaka-JAP. As sondagens por Pikachu do futebol americano e japonês e de clubes europeus por Andrey não se transformaram em propostas.

QUER SABER MAIS SOBRE O VASCO? CLIQUE AQUI.

Como detém 60% dos direitos econômicos de Pikachu e 85% dos de Andrey e contrato com os dois até 2021, uma possível proposta faria com que o Cruz-Maltino ficasse com a maior parte do valor de uma venda.

Até o momento, a única oferta que chegou aos dirigentes cariocas foi pelo Nathan, lateral-direito do time sub-20,atualmente disputando a Copa São Paulo de Futebol Júnior. A proposta de R$ 800 mil euros (R$ 3.4 milhões) foi recusada pelo clube.

Mesmo que a verba com vendas seja considerada pequena, a equipe vem conseguindo se reforçar para 2019. Oito nomes já foram anunciados, sendo apenas gastos pequenas comissões de empréstimo. Segundo o orçamento do Conselho Deliberativo, ainda restam R$ 4,4 milhões para contratações.

Torcedores.com

RECEBA NOTÍCIAS DO VASCO DIRETO NO SEU MESSENGER. NÃO PERCA TEMPO! É DE GRAÇA!

Mais sobre - Vasco da Gama