(Foto: Reprodução da Internet)

Sem vender atletas, São Paulo pode receber 'bolada' com negociações; entenda

O ​São Paulo está muito atento e bastante interessado no desenvolvimento da janela de inverno do futebol europeu. Isso porque dois ex-jogadores tricolores podem trocar de clube em breve, o que renderia uma receita inesperada aos cofres tricolores neste começo de 2019.

Através de cláusulas contratuais e do mecanismo de solidariedade da FIFA, o Tricolor Paulista pode arrecadar uma pequena fortuna, mais especificamente R$ 60 milhões, caso as negociações envolvendo o atacante David Neres e o lateral Éder Militão avancem.

QUER SABER MAIS SOBRE O SÃO PAULO? CLIQUE AQUI.

Como noticia o ​UOL Esportes, Neres está na mira do Guangzhou Evergrande, que sinalizou uma proposta de 35 milhões de euros para tirá-lo do Ajax. O jogador teria se empolgado com as cifras oferecidas, mas aguarda o aval do clube holandês para rumar à China. Caso a transferência se concretize, o São Paulo teria direito a 20% (fatia do passe que ainda detém), mais 3,5%, referentes ao mecanismo de solidariedade, totalizando 8,2 milhões de euros.

Militão, por sua vez, vem sendo monitorado de perto por dois gigantes europeus: Real Madrid e Manchester United. Sua multa rescisória estabelecida em contrato com o Porto está na casa dos 50 milhões de euros. Caso o jogador deixe o clube português por esse montante, o São Paulo receberá 10% (cláusula pré-estabelecida de venda futura) + 3% do mecanismo de solidariedade, totalizando 6,5 milhões de euros.

Neste cenário "dos sonhos" para o Tricolor Paulista, o clube do Morumbi chegaria à metade de sua previsão orçamentária com negociações logo na primeira janela do ano. A meta para o ano de 2019 é conseguir levantar R$ 120 milhões em receitas com negociações.

90min

RECEBA NOTÍCIAS DO SÃO PAULO DIRETO NO SEU MESSENGER. NÃO PERCA TEMPO! É DE GRAÇA!

Mais sobre - São Paulo