(Foto: Ivan Storti / Santos)

"Rachão pegado" pode deixar Santos sem zaga para jogo com Chapecoense

O técnico Cuca tem problemas para escalar a zaga titular no duelo do Santos com a Chapecoense, marcado para a próxima segunda-feira, no Pacaembu, válido pela 33ª rodada do Campeonato Brasileiro. E um dos motivos envolve o "rachão", o famoso treino recreativo entre os boleiros no futebol brasileiro.

Isso porque o zagueiro Lucas Veríssimo sofreu entorse no joelho ema atividade do tipo na última quinta-feira, no CT Rei Pelé, após dividida com um companheiro de elenco. O defensor até ficou como opção no banco de reservas na derrota para o Palmeiras para ser utilizado em caso de urgência, mas não precisou ser acionado. Agora o jogador faz tratamento no departamento médico para poder substituir Luiz Felipe, que sofreu lesão na panturrilha no clássico e deve ficar suas semanas em recuperação.

QUER SABER MAIS SOBRE O SANTOS? CLIQUE AQUI.

Segundo apurou o UOL Esporte, há profissionais no Santos que estão impressionados com o espírito de competição dos jogadores no rachão. Os atletas não "tiram o pé nas divididas e fazem de tudo pela vitória de seus times – até contratações são feitas entre eles.

Os profissionais do clube alegam que outros jogadores já se machucaram na atividade.

Para o duelo contra a Chapecoense, caso Lucas Veríssimo, lesionado no rachão, não se recupere, Cuca terá que improvisar no setor. Yuri é o principal candidato. O volante já atuou no Santos e no Audax-SP nesta posição.

Gustavo Henrique é o único zagueiro do elenco profissional à disposição e Cuca. Além dos jogadores da posição que estão no DM, o treinador não pode contar com Robson Bambu. Uma das revelações do Brasileirão rejeitou a proposta de renovação do Santos e encerra seu contrato com o clube dois dias antes do jogo, no próximo dia 10.

Vale lembrar também que o Santos emprestou o zagueiro David Braz ao Sivasspor, da Turquia, por uma temporada em agosto deste ano.

Além da zaga, Cuca tem 3 desfalques por suspensão

Cuca ainda não poderá contar com o atacante Gabriel Barbosa, o lateral Victor Ferraz e o volante Diego Pituca, suspensos. Para o lugar de Ferraz, o treinador não deve fazer mistério. Daniel Guedes, titular do time na época de Jair Ventura, é a opção óbvia para vaga do capitão santista.

No lugar de Pituca, Cuca pode dar nova oportunidade a Bryan Ruiz, que cresceu de rendimento nos últimos jogos. Caso queira uma opção menos ousada, pode escalar Yuri, Renato, Jean Mota e até o jovem Guilherme Nunes. A vaga de Gabigol é a mais concorrida. Eduardo Sasha é considerado o jogador ideal para substituir o camisa 10, pois também sabe atuar centralizado, como centroavante. No entanto, Bruno Henrique, Copete e Arthur Gomes são fortes candidatos.

Conteúdo publicado originalmente no site www.Esporte.UOL.com.br

RECEBA NOTÍCIAS DO SANTOS DIRETO NO SEU MESSENGER. NÃO PERCA TEMPO! É DE GRAÇA!

Mais sobre - Santos