(Foto: Ricardo Duarte / Internacional)

Inter se preocupa com condição de Rithely e aguarda médicos para renovar

Em Porto Alegre desde o início do ano, oficializado pelo Inter em setembro, ainda sem estrear, Rithely demanda preocupação nos bastidores do Colorado. Com idas e vindas na recuperação de uma cirurgia no tornozelo esquerdo, o jogador pretende ficar e ser aproveitado, mas dependerá de aval médico novamente.

A história de Rithely no Sul foi repleta de instabilidades. Acertos e desacertos entre Inter e Sport, enfrentou desistência na contratação, volta atrás e por fim um negócio peculiar. Cirurgia e recuperação na capital gaúcha sob supervisão do Colorado, com custos pagos pelo Leão da Ilha. Treinos e mais treinos ainda sem vínculo até uma nova incerteza. Os clubes renegociaram os termos e firmaram, enfim, o acordo que prevê salário pago pelos pernambucanos até que ele possa estrear. Vínculo até 31 de dezembro de 2018, renovável por mais um ano.

QUER SABER MAIS SOBRE O INTERNACIONAL? CLIQUE AQUI.

Em meio a isso, o jogador recuperou-se da cirurgia e tinha expectativa de já trabalhar normalmente durante o recesso para Copa do Mundo. Mas ali apresentava fortes dores, tanto que os médicos do Inter alteraram seu tratamento. Ele melhorou e já treinava há algumas semanas normalmente, tinha expectativa de estrear. Foi quando veio um novo quadro, pequeno, prestes a ser resolvido, ainda em decorrência do tempo parado.

Mas tantas idas e vindas no departamento médico, tanto tempo sem jogar (ele participou apenas de dois jogos neste ano, o último em fevereiro), tanta incerteza já preocupam o Inter. O volante de 27 anos, titular do Sport nos últimos anos e sonho do clube gaúcho desde 2014, já não tem nem mesmo a garantia de ter vínculo ampliado.

"É evidente que de alguma maneira preocupa, porque a gente tinha e tem uma grande expectativa neste atleta pela qualidade que tem. Sabemos da qualidade dele. Ele passou por dificuldades pós-cirurgia, não conseguia treinar. Foi mudado o tratamento dele, ele melhorou bastante, conseguiu treinar melhor, estava muito bem, estava feliz, totalmente diferente, treinando e pronto para começar a jogar, que era nossos planos, no Inter B. Mas teve uma pequena lesão na panturrilha. Fez tratamento, está voltando, ainda não tem condições. Esperamos que ainda neste ano, quem sabe no time B, enquanto tiverem jogos para ele jogar ali, já consigamos ver ele jogando. Esperamos isso porque ele tem muita qualidade. Se pudesse estar jogando, nos ajudaria demais, e com certeza. Tenho certeza que no ano que vem ele pode ser um grande reforço para nossa equipe", disse o vice de futebol Roberto Melo.

Mas para garantir a ligação dele por este outro ano e iniciar um processo que pode culminar na compra dos direitos, o Colorado irá aguardar. Caso ele não consiga entrar em campo com o time B, será a análise dos médicos que definirá a permanência no Sul. Caso contrário, ele volta ao Sport e cumpre o restante do contrato que tem por lá.

Rithely nunca jogou tão pouco na carreira. Desde que chegou ao Sport egresso do Goiás, sempre fez um número considerável de partidas. Foram 26 em 2011, 33 em 2012, 48 em 2013, 50 em 2014, 62 em 2015, 56 em 2016 e 57 em 2017.

Conteúdo publicado originalmente no site www.Esporte.UOL.com.br

RECEBA NOTÍCIAS DO INTERNACIONAL DIRETO NO SEU MESSENGER. NÃO PERCA TEMPO! É DE GRAÇA!

Mais sobre - Internacional