(Foto: Reprodução da Internet)

Aproveitamento de Gatito no Brasileirão gera tranquilidade quanto ao Z-4

​Depois de ficar seis meses sem jogar devido a uma grave lesão no punho direito, Gatito Fernández voltou de forma triunfal à equipe do ​Botafogo. Com uma defesa salvadora no último lance da partida contra o Corinthians, garantiu a vitória por 1 a 0, resultado este que deixou o clube quatro pontos à frente do primeiro integrante da zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro. Pois, embora o campo de análise seja pequeno, é possível dizer que o retorno do paraguaio é sinônimo de segurança para a equipe nesta reta final de temporada.

Com o arqueiro em campo, o time carioca ainda não foi derrotado neste Brasileirão. Afora os três pontos obtidos diante do Timão, o clube já havia empatado com Palmeiras e Sport, ocasiões em que o atleta também se apresentou como fundamental, realizando ótimas intervenções. Ou seja, se este aproveitamento for mantido (55,5%), a missão de fugir da queda será cumprida sem maiores transtornos - de acordo com os matemáticos, são necessários apenas mais sete pontos (em 18 em disputa) para evitar qualquer risco.

QUER SABER MAIS SOBRE O BOTAFOGO? CLIQUE AQUI.

Mesmo não estando ainda totalmente em forma, Gatito salientou que o momento é de doação total.

“Temos que melhorar um pouco mais, mas o sacrifício e a entrega ajudam. O que eu queria era ajudar mesmo, e acho que consegui. Sei que eles esperavam muito de mim e que, mesmo treinando só há duas semanas, queria colaborar com meus companheiros. As coisas não estavam acontecendo, mas estou feliz que conseguimos a vitória. Eu só queria voltar e jogar”, disse.

Substituto do paraguaio, Saulo alternou bons e maus momentos e, com Jefferson também entregue ao departamento médico, não restava outra alternativa que não apostar na terceira opção para o setor. Agora, a torcida deve ficar um pouco mais tranquila.

Conteúdo publicado originalmente no site www.90min.com

RECEBA NOTÍCIAS DO BOTAFOGO DIRETO NO SEU MESSENGER. NÃO PERCA TEMPO! É DE GRAÇA!

Mais sobre - Botafogo