(Foto: Reprodução da Internet)

Vasco estuda medida para lotar São Januário e, em casa, escapar da queda

Restam seis partidas para o término do Campeonato Brasileiro, sendo três em São Januário. Em situação complicada na tabela, o ​Vasco estuda um modo de transformar o seu estádio em um verdadeiro caldeirão para os jogos em que a equipe fará como mandante. Para tanto, existe a possibilidade da diminuição do valor do ingresso.

No último compromisso realizado em casa (empate em 1 a 1 com o Inter, no dia 26 de outubro), a direção justificou o aumento do bilhete de R$ 40,00 para R$ 60,00 por conta da dificuldade financeira pela qual passa a instituição. No entanto, pouco mais de oito mil pessoas pagaram para acompanhar o duelo, o que deu um prejuízo de cerca de R$ 22 mil. Agora, a estratégia é justamente atrair um grande público - embora os valores dos tickets ainda não estejam oficialmente anunciados - e tentar garantir lucro com a bilheteria.

QUER SABER MAIS SOBRE O VASCO? CLIQUE AQUI.

São Januário é um trunfo para o Vasco neste Brasileirão. Ali, o Vasco possui mais de 70% de aproveitamento. Mesmo assim, a campanha da equipe no geral é bastante ruim. Com 38 pontos - na teoria, faltam mais sete para se livrar definitivamente do risco de rebaixamento -, ocupa a 13ª colocação. Em casa ainda jogará contra Atlético-PR (dia 14), São Paulo (21) e Palmeiras (25). Inclusive, para o duelo frente ao Furacão, assim como os paranaenses têm feito na Arena da Baixada, não deverá ser reservado um espaço para a torcida visitante, o que garante a possibilidade de se ter um público ainda maior apoiando o Cruzmaltino.

Conteúdo publicado originalmente no site www.90min.com

RECEBA NOTÍCIAS DO VASCO DIRETO NO SEU MESSENGER. NÃO PERCA TEMPO! É DE GRAÇA!

Mais sobre - Vasco da Gama