(Foto: Reprodução da Internet)

Sem Dudu e Willian após 22 jogos, Palmeiras terá semana para testar opções

O Palmeiras vai viver uma situação pouco comum na próxima rodada do Campeonato Brasileiro, domingo (11), contra o Atlético-MG. Pela primeira vez após 22 jogos seguidos, o time de Felipão não terá à disposição nem Dudu, suspenso pelo terceiro cartão amarelo, nem Willian, com lesão muscular na coxa. O treinador terá a semana cheia para trabalhar e testar as melhores opções para substituir sua dupla titular de atacantes pelos lados, com cinco alternativas principais.

A última vez em que o Palmeiras jogou sem que Dudu ou Willian estivessem em campo foi em 12 de agosto, em vitória por 1 a 0 sobre o Vasco. Desde então, sempre um dos dois participou de todos os jogos do Verdão. Para a próxima partida, Felipão tem como maiores opções Hyoran, Gustavo Scarpa, Guerra, Artur e Jean.

QUER SABER MAIS SOBRE O PALMEIRAS? CLIQUE AQUI.

Hyoran vinha sendo o substituto natural dos pontas palmeirenses, mas não ficou nem no banco diante do Santos. Ele vinha sofrendo com problemas físicos na última semana, e também teve suas atuações recentes criticadas pela torcida. Ainda assim, a princípio ele larga na frente por uma das vagas na equipe titular.

Para o outro posto, o favorito é Gustavo Scarpa. O meia teve sua atuação elogiada por Felipão na vitória sobre o Santos e resistiu bem aos 90 minutos, mesmo tendo ficado mais de dois meses sem iniciar uma partida como titular por causa de uma inflamação no calcanhar, que o deixou de fora bem mais tempo do que o previsto. Com facilidade para jogar pelos lados ou por dentro, o camisa 14 é nome quase certo contra o Atlético-MG.

"O Scarpa foi muito bem", disse Felipão. "A volta dele foi ótima, é um jogador que vinha treinando bem, mas que não estava ainda em condições de jogar. Provavelmente, joga com o Atlético-MG também, já que não temos o Dudu. Ele vai progredindo e vai nos dando mais qualidade também. Vamos trabalhando assim".

As outras opções correm por fora. Artur, a única alternativa de drible e velocidade pelos lados, com características de um ponta clássico, está recuperado de fratura no braço e ficou no banco contra o Santos, mas não foi usado. Guerra, por sua vez, tem jogado pouco, mas entrou no segundo tempo do clássico para fazer justamente o corredor direito, deslocando Scarpa para o centro do meio-campo nos minutos finais.

Por fim, existe a opção de usar Jean na direita, como um ponta mais defensivo, o que já foi feito muitas vezes por Felipão ao longo do Brasileiro. Com o provável retorno de lesão de Marcos Rocha, o camisa 17 não deve ser escalado como lateral em Belo Horizonte. Já o outro nome da posição, Mayke, cumprirá seu segundo e último jogo de suspensão imposto pelo STJD pela expulsão contra o Cruzeiro na semifinal da Copa do Brasil.

Seja qual for a escolha de Felipão, ele e sua comissão técnica terão tempo para pensar e só vão começar a definir o quebra-cabeças na terça-feira (6), data de reapresentação do elenco alviverde. Os jogadores receberam folga domingo e segunda. Faltando seis rodadas para o fim, o Palmeiras lidera o Campeonato Brasileiro com sete pontos de vantagem sobre o vice-líder Flamengo.

Conteúdo publicado originalmente no site www.Esporte.UOL.com.br

RECEBA NOTÍCIAS DO PALMEIRAS DIRETO NO SEU MESSENGER. NÃO PERCA TEMPO! É DE GRAÇA!

Mais sobre - Palmeiras