(Foto: Reprodução da Internet)

Presidente do Grêmio se decepciona com resultado do julgamento: "Conmebol se apequenou"

O Grêmio criou uma verdadeira força-tarefa entre preparação da defesa, logística e argumentação à Conmebol para tentar reverter os pontos da derrota para o River Plate por 2×1, na Arena, que colocou o time argentino na final da Libertadores. Baseando-se nas infrações cometidas pelo técnico rival Marcelo Gallardo, o clube gaúcho foi atrás daquilo que entendia ser seu direito, mas saiu decepcionado nesse sábado.

Isso porque a Conmebol não deu resultado favorável ao pleito do Grêmio, manteve o River Plate na final da competição contra o Boca Juniors e estabeleceu a seguinte punição: quatro jogos de suspensão a Gallardo e multa de 50 mil dólares – o River ainda pretende recorrer.

QUER SABER MAIS SOBRE O GRÊMIO? CLIQUE AQUI.

“Uma enorme decepção, para não dizer suspeição. Uma enorme decepção, profunda, porque também essa decisão é tão sem consistência, que nem sequer levanta hipótese de punir o River Plate. A Conmebol se apequenou. Está cedendo e sendo conivente, absolutamente condescendente com os hábitos que foram praticados contra autoridade e dignidade dela própria. Tínhamos uma expectativa que a Conmebol pudesse estar revendo seus conceitos, mas parece que ainda há resquícios profundos do que acontecia na entidade”, disparou o presidente gremista Romildo Bolzan Jr à Rádio Gaúcha.

Grêmio, Palmeiras, Boca Juniors e River Plate assinaram, antes do início das semifinais, um documento onde se comprometiam ao “fair play” e ao “jogo limpo”. Bolzan diz que vai mandar retirar a sua assinatura:

“Decisão que desmoraliza e desacredita por inteiro o futebol sul-americano. É praticamente incentivar e criar o processo de facilitação, de consumar o ilícito, a falcatrua. E praticamente não ser punido. Três partidas, apenas. Nestas condições, uma multa de 50 mil dólares, que não é nada pelo que está em jogo. Estamos criando a condição da impunidade, da esperteza, de afrontar a organizadora do futebol e ela de cócoras a isso. Por isso vamos retirar a assinatura do documento”, finalizou.

Conteúdo publicado originalmente no site www.Torcedores.com

RECEBA NOTÍCIAS DO GRÊMIO DIRETO NO SEU MESSENGER. NÃO PERCA TEMPO! É DE GRAÇA!

Mais sobre - Grêmio