(Foto: Vitor Silva / Botafogo)

Tão perto, tão longe: João Paulo avalia o cenário do Botafogo

Por uma razão que ninguém gostaria, João Paulo vem tendo uma visão privilegiada do atual momento do Botafogo. Apesar de ainda não poder contribuir em campo, por conta das fraturas na perna direita, o meio-campista acompanha o dia a dia dos companheiros que tentam tirar o Glorioso das proximidades da zona de rebaixamento. E tem uma visão clara do que causa um Campeonato Brasileiro ruim da equipe alvinegra.

- É um misto de fatores. Mas é um grupo de bastantes jovens e, quando o resultado não vem, tem uma baixa de confiança. O Campeonato Brasileiro é competitivo, mas eu acredito que temos que ser, durante os 90 minutos, mais competitivos. Neste próximo jogo, temos que ter mais regularidade. Tivemos uma oscilação no segundo tempo, contra o Atlético-PR. Se a gente fizer de cada jogo uma final, a gente deve ter mais êxito - entende o meia.

QUER SABER MAIS SOBRE O BOTAFOGO? CLIQUE AQUI.

Fora de combate desde março, João Paulo tem chance de voltar a jogar ainda nesta temporada. E tem certa dose de razão na avaliação sobre a juventude do elenco alvinegro. Ele próprio é um dos mais experientes, mesmo com 27 anos. A média de idade de 25 anos do grupo botafoguense sobe muito por conta de Jefferson e Dudu Cearense, que têm 35 anos cada. Luis Ricardo, que também pouco joga, tem 34.

E sobre a regularidade, o Alvinegro abriu o placar no primeiro tempo, contra o Atlético-PR, mas tomou a virada na segunda etapa. A dificuldade em se manter à frente nos placares pode ser vista, também, no alto número de empates ao longo deste Campeonato Brasileiro. Ao lado de São Paulo e Vasco, o Botafogo terminou em igualdade no placar, neste Brasileirão, em 11 oportunidades.

Conteúdo publicado originalmente no site www.Lance.com.br

RECEBA NOTÍCIAS DO BOTAFOGO DIRETO NO SEU MESSENGER. NÃO PERCA TEMPO! É DE GRAÇA!

Mais sobre - Botafogo