(Foto: Reprodução da Internet)

Comentaristas da imprensa nacional analisam eliminação do Grêmio na Libertadores

O Grêmio não conseguiu segurar a vantagem e foi derrotado por 2 a 1, de virada, pelo River Plate, nesta terça-feira, pela volta das semifinais da Copa Libertadores.

Com o resultado, o Imortal foi eliminado, já que o River Plate teve dois gols fora de casa. O Tricolor havia vencido por 1 a 0 na Argentina e tinha a vantagem do empate.

QUER SABER MAIS SOBRE O GRÊMIO? CLIQUE AQUI.

A imprensa nacional repercutiu em peso o resultado do jogo. Veja as análises dos comentarístas:

Maurício Saraiva – Não foi uma classificação acidental do River Plate, combinemos. O primeiro tempo dos argentinos foi muito superior ao dos brasileiros. Gallardo formatou um time mais pesado fisicamente, mas que não perdeu qualidade.

Milton Neves – E negativamente para o Grêmio, que apostou todas as suas fichas na Libertadores e terminará 2018 “chupando o dedo”.

Mauro Beting – Até 36min28s do segundo tempo não havia como imaginar o que o River conseguiu como poucas vezes em sua história em pouco mais de 5 minutos. Como raras vezes o Grêmio foi batido em 115 anos.

Paulo Vinícius Coelho – O River Plate impôs dificuldade ao Grêmio desde o primeiro tempo. Abriu os dois laterais no ataque, simultaneamente, puxando o volante Ponzio — depois substituído por Enzo Pérez — para fazer a saída em três homens desde a defesa.

Veja tweets de jornalistas analisando lances decisivos da partida:

























Conteúdo publicado originalmente no site www.Torcedores.com

RECEBA NOTÍCIAS DO GRÊMIO DIRETO NO SEU MESSENGER. NÃO PERCA TEMPO! É DE GRAÇA!

Mais sobre - Grêmio