(Foto: Reprodução da Internet)

Santos sonha em pagar dívida com salário, mas Maia não deve retornar

O Santos foi acionado judicialmente para pagar uma dívida de R$ 18 milhões ao ex-jogador do clube Thiago Maia. Publicamente, o presidente José Carlos Peres fala com convicção sobre o desejo de contar com o volante na próxima temporada. Nos bastidores, um retorno breve é visto como impossível. Após reunião do Comitê de Gestão na última terça, o mandatário falou novamente sobre o "sonho de consumo".

- Fomos notificados (sobre Thiago Maia). A dívida era de R$ 10 milhões, foi corrigida para R$ 13 milhões e me falaram que agora são R$ 18 milhões. O Santos fará acordo. Se acertarmos com ele para vir (jogar no clube), parcelamos e pagamos. Se não acertarmos, pagaremos, também. Podemos pagar dívida mais o salário - ponderou Peres.

QUER SABER MAIS SOBRE O SANTOS? CLIQUE AQUI.

Pessoas próximas ao jogador garantem que ele está tranquilo na França e não pretende retornar ao Brasil para jogar no Santos na próxima temporada. Já Peres afirma que tem boa relação com o atleta e que existe um canal aberto por um empréstimo junto ao Lille.

Aos 21 anos, Thiago Maia foi vendido pelo Santos ainda na gestão do ex-presidente Modesto Roma Júnior, no meio do ano passado, por 14 milhões de euros (à época, valor que girou em torno de R$ 51 milhões). Na atual temporada, já disputou oito jogos pelo time francês, totalizando 267 minutos em campo. Não é titular, mas é acionado com frequência.

Durante a temporada, o meio-campo foi tratado como o setor mais carente da equipe santista. Com a chegada de Cuca e a contratação de Carlos Sánchez, o setor parece ter se acertado. Além do uruguaio, jogam por ali Alison e Diego Pituca. Yuri, Jean Mota, Gabriel Calabrês, Guilherme Nunes e Bryan Ruiz são outras opções para 2019. Renato irá se aposentar para virar gerente executivo de futebol e Léo Cittadini vai deixar o clube.

Conteúdo publicado originalmente no site www.Lance.com.br

RECEBA NOTÍCIAS DO SANTOS DIRETO NO SEU MESSENGER. NÃO PERCA TEMPO! É DE GRAÇA!

Mais sobre - Santos