(Foto: Reprodução da Internet)

E agora? Justiça corrobora tese do Inter no caso "Victor Ramos"

O rebaixamento aconteceu, o time já voltou para a Série A e, inclusive, disputa o título brasileiro em sua temporada de retorno. Mas a repercussão a respeito do “caso Victor Ramos”, que acabou levando o ​Inter para a segunda divisão nacional, ganhou um fato novo. A 27ª Vara de São Paulo considerou os documentos apresentados pelo Colorado, apontando a inscrição irregular do zagueiro do ​Vitória (isso faria com que o time baiano perdesse pontos e fosse ele o rebaixado, e não os gaúchos), como verdadeiros. A ação, movida pelo Ministério Público contra Francisco Godoy (empresário do atleta), teve início após denúncia da CBF, que considerou as provas adulteradas.

A sentença é assinada pela juíza Luciana Piovesan, que ainda escreveu que a transferência de Victor Ramos para a equipe de Salvador deveria ter seguido as regras internacionais, o que comprovaria a tese vermelha de que o jogador atuou no Brasileirão de 2016 de forma ilegal. Com isso, conforme decisão de primeiro grau, Godoy foi inocentado da acusação de adulteração na troca de e-mails entre o departamento de registros da CBF e a diretoria do Vitória, no momento em que houve uma consulta sobre as medidas que deveriam ser adotadas para colocar o profissional em condições de jogo.

QUER SABER MAIS SOBRE O INTERNACIONAL? CLIQUE AQUI.

À época, o zagueiro tinha vínculo com o Monterrey, do México, e foi emprestado ao Palmeiras. O time paulista, na sequência, o emprestou para o Leão, e é justamente sobre este ponto que recaiu a discussão, uma vez que seus direitos pertenciam aos mexicanos e que, portanto, eram parte integrante da transação. Em julgamento no Superior Tribunal de Justiça Desportiva, o Inter chegou a ser multado em cerca de R$ 720 mil sob a argumentação de que os e-mails haviam sido falsificados. Inclusive, levou o caso ao Tribunal Arbitral do Esporte, na Suíça, que colocou um ponto final na discussão ao se dizer incapaz de analisar o caso. Atualmente, Victor Ramos defende o Goiás.

Conteúdo publicado originalmente no site 90min

RECEBA NOTÍCIAS DO INTERNACIONAL DIRETO NO SEU MESSENGER. NÃO PERCA TEMPO! É DE GRAÇA!

Mais sobre - Internacional