Justiça suspende provisoriamente liminar que anulou eleições no Vasco

(Foto: Reprodução da Internet)

A atual administração do Vasco ganhou mais alguns dias de tranquilidade. Em decisão anunciada na tarde desta quarta-feira (10 de outubro), a desembargadora relatora Márcia Ferreira Alvarenga, da 17ª Câmara Cível do TJRJ, suspendeu provisoriamente efeitos da liminar proferida pela juíza Gloria Heloiza Lima da Silva, da 29ª Vara Cível que anulava a eleição do clube de São Januário.

A ação, impetrada pelo advogado Alan Belaciano, vai ser julgada pela juíza Maria Cecília Pinto Gonçalves. A magistrada vai decidir se concede liminar anulando ou não a eleição. Com a decisão, Alexandre Campello segue como presidente com todos os seus poderes.

QUER SABER MAIS SOBRE O VASCO? CLIQUE AQUI.

No início da semana, o presidente cruzmaltino se queixou de que a liminar cancelando as eleições estava inviabilizando o funcionamento do clube que estava sem recursos para funcionar normalmente e precisava de um empréstimo que acabou suspenso pela primeira decisão judicial.

Os dirigentes vão voltar a dialogar com o banco que havia decidido emprestar o dinheiro ao clube. Segundo Campello, os recursos servirão para que sejam pagos dois meses de salários atrasados para jogadores e funcionários.

Conteúdo publicado originalmente no site Fox Sports

RECEBA NOTÍCIAS DO VASCO DIRETO NO SEU MESSENGER. NÃO PERCA TEMPO! É DE GRAÇA!