Reunião do Conselho Deliberativo do Fluminense é suspensa após pancadaria

(Foto: Reprodução da Internet)

O clima esquentou de vez nos bastidores políticos do Fluminense. Na noite da última terça-feira (09), a reunião do Conselho Deliberativo acabou em cenas lamentáveis. Em pauta estava a aprovação, ou não, das contas em exercício de 2017, época da gestão de Pedro Abad. Contudo, uma confusão protagonizada entre conselheiros fez com que a sessão fosse suspensa.

Tudo começou quando membros da oposição pediram a reabertura das contas de 2016, válidas pela gestão de Peter Siemsen. No entanto, a solicitação foi revogada e ficou decidido que a convocação inicial seria seguida e apenas conta vigentes de 2017 em diante seriam votadas. Após a negativa, bate boca e discussões ásperas foram presenciadas. Um conselheiro abandonou as Laranjeiras com o nariz sangrando em direção à delegacia para registrar queixa.

QUER SABER MAIS SOBRE O FLUMINENSE? CLIQUE AQUI.

Responsável por presidir a reunião do Conselho, Fernando Leite, decidiu suspender a sessão e adiar a votação. Atitude esta que foi reprovada por membros da situação, que solicitavam a continuidade da votação, alegando que “a reunião deveria ter sido realizada após o agressor ter sido retirado do Salão Nobre”. A comissão de assuntos disciplinares também recebeu uma petição solicitando a expulsão do agressor do quadro de sócios.

Por ter um contingente maior na reunião, a situação teoricamente levaria vantagem e os números se encaminhavam para uma aprovação, mesmo com um déficit de R$ 69 milhões nos cofres. A data para a definição da votação ainda não tem uma data fixa.

Conteúdo publicado originalmente no site Torcedores.com

RECEBA NOTÍCIAS DO FLUMINENSE DIRETO NO SEU MESSENGER. NÃO PERCA TEMPO! É DE GRAÇA!

Mais sobre - Fluminense