Antônio Carlos destaca felicidade em defender o Palmeiras: "Eu amo esse clube"

(Foto: Reprodução da Internet)

Antônio Carlos é uma das grandes afirmações do Palmeiras na temporada. Após chegar da Ponte Preta em 2017 e entrar em campo apenas oito vezes em seu primeiro ano no clube, o zagueiro encontrou seu espaço e vem sendo presença constante no time titular. Com 46 jogos disputados e três gols marcados em 2018, o defensor admite surpresa pela sua evolução, agradece aos companheiros pelos ensinamentos e não esconde seu amor pelo Verdão.

“Eu evoluí bastante desde o ano passado. Eu dou muita importância aos meus companheiros que me ajudaram bastante também. Desde o ano passado, Dudu, Moisés vêm me ajudando bastante. Todo mundo vem me ajudando. O Edu (Dracena), um cara sensacional, multicampeão. Não só o professor Felipão, mas os treinadores que passaram antes me ajudaram também. Esse evolução foi muito grande. Não vou dizer que não estou surpreso, estou sim. Vou continuar trabalhando, concentrado e focado, para que eu possa continuar dando meu máximo pela nossa equipe. Para que, no final do ano, tudo isso que aconteceu, seja essa evolução ou a tamanha felicidade que eu tenho de estar vestindo a camisa do Palmeiras, tenha recompensa”, disse, em entrevista coletiva nesta quarta-feira.

QUER SABER MAIS SOBRE O PALMEIRAS? CLIQUE AQUI.

“Dudu, Moisés, Felipe Melo, os mais ‘cascudos’, conversam muito com a gente que é novo. Acho que eu tenho muito a aprender, principalmente como Edu também, que é da minha posição, querendo ou não, ele não só me ajuda, mas ajuda o Gustavo (Gomez), o Luan, o Pedrão, que é novo. Isso que é bastante importante. Conhecer seu companheiro. Acho que como essa moral adquirida de todos os meus companheiros, dessa confiança que cada um passa para todo mundo aqui dentro, essa é a nossa evolução. E isso foi bastante importante para todo mundo evoluir”, adicionou.

Questionado sobre o quanto significa vestir a camisa do Palmeiras, Antônio Carlos se emocionou e declarou seu amor pelo clube. O zagueiro destacou o seu empenho e a dedicação nos treinamentos como prova do sentimento.

“Não precisa nem perguntar para mim. Quando você estiver no gramado, olhando a felicidade que eu trabalho aqui dentro desse clube, vai deixar bem claro. Desde quando eu entrei a primeira vez na porta desse clube, foi uma tamanha felicidade, uma conquista muito grande na minha vida. Eu trabalho aqui como se fosse o último dia da minha vida. A felicidade e o sorriso estampado no meu rosto deixam bem claro o quanto eu amo esse clube. Pouco tempo, mas eu amo esse clube”, completou.

Conteúdo publicado originalmente no site Torcedores.com

RECEBA NOTÍCIAS DO PALMEIRAS DIRETO NO SEU MESSENGER. NÃO PERCA TEMPO! É DE GRAÇA!