Marcos Assunção lembra saída do Palmeiras: "Eu fui dispensado por telefone"

(Foto: Reprodução da Internet)

O ex-volante Marcos Assunção foi um dos principais jogadores do Palmeiras durante a segunda passagem do técnico Luiz Felipe Scolari no clube, entre 2010 e 2012. Ele foi responsável, inclusive, por erguer a taça da Copa do Brasil de 2012, conquistada diante do Coritiba, no estádio Couto Pereira.

Apesar disso, o ex-jogador deixou o clube no final daquela temporada, quando a equipe já estava rebaixada para a segunda divisão. Na época, os rumores eram de que Assunção não conseguiu chegar a um acordo financeiro para renovar seu contrato, o que segundo o próprio ex-jogador, não é verdade.

QUER SABER MAIS SOBRE O PALMEIRAS? CLIQUE AQUI.

“A minha saída do Palmeiras foi em um domingo e eu estava almoçando com os meus filhos. Estava indo há uma semana no Palmeiras sem contrato”, lembrou Assunção durante sua participação no programa ‘Jogo Sagrado’, do Fox Sports.

“Eu estava almoçando quando meu telefone tocou. Eu fui dispensado por telefone. Meu empresário ligou e avisou ‘Marcos, estou te ligando, o (Cesar) Sampaio me ligou a mando do Tirone (ex-presidente) falando que você nem precisa aparecer no Palmeiras amanhã”, explicou o ex-volante.

Após sua saída do Palmeiras, Assunção fechou com o rival Santos, onde iniciou a carreira, mas a passagem pelo time da Vila Belmiro não teve o mesmo sucesso e o volante deixou o clube no final daquela temporada e ainda passou por clubes como Figueirense, Portuguesa e Criciúma antes de encerrar a carreira.

Agora aposentado, Marcos Assunção vai acompanhar os jogos do Palmeiras no Allianz Parque com uma certa frequência e, inclusive, esteve no estádio para acompanhar a partida contra o Colo-Colo, pela Libertadores, onde a equipe venceu e garantiu a classificação para a semifinal da competição.

Conteúdo publicado originalmente no site Torcedores.com

RECEBA NOTÍCIAS DO PALMEIRAS DIRETO NO SEU MESSENGER. NÃO PERCA TEMPO! É DE GRAÇA!