Jair Ventura diz com qual setor do Cruzeiro tem mais se preocupado

(Foto: Reprodução da Internet)

Não foram poucos os pedidos por um centroavante no Corinthians desde a saída de Jô. A diretoria demorou, esbarrou na falta de recurso e acabou contratando Roger e, posteriormente, Jonathas. Nenhum dos dois vingou até agora e o primeiro sequer pode ajudar o time na Copa do Brasil, por já ter defendido outra equipe nessa mesma edição do torneio.

A solução encontrada por Jair Ventura foi encaixar sua equipe sem um jogador de referência na frente. Mateus Vital entrou para apoiar Jadson no meio de campo, enquanto Romero, Clayson e Pedrinho se revezam pelas beiradas com a missão de dar profundidade às jogadas.

QUER SABER MAIS SOBRE O CORINTHIANS? CLIQUE AQUI.

A questão preocupante no Corinthians para a grande final da Copa do Brasil é justamente no setor do famoso homem-gol, porém, não quanto ao camisa 9 alvinegro ou sua ausência, e sim pela bonança do Cruzeiro exatamente nesse setor, como admitiu Jair Ventura à Gazeta Esportiva.

“Você vê a equipe do Cruzeiro, uma equipe que tem Thiago Neves, Robinho, Arrascaeta, uma equipe que tem quatro ‘noves’, tem Sassá, tem Raniel, você tem Fred, tem o Barcos e é uma equipe que marca muito forte, todo mundo joga sem a bola. Você tem de ter esse equilíbrio. Hoje você não consegue ver o jogador que joga andando, que só tem o último passe, não dá, não dá. O futebol hoje se tornou muito tático e físico também, e você tem de ter essa junção”.

Se Sassá já é carta fora do baralho em função da agressão ao palmeirense Mike na fase semifinal, o retorno de Fred mexe com o treinador corintiano. Admirador confesso do cruzeirense, Jair Ventura não deixou de lamentar o retorno do artilheiro – Fred passou por uma cirurgia no joelho direito depois de sofrer uma grave lesão no dia 25 de março. No último dia 30, contra o Palmeiras, o jogador foi testado nos minutos finais e se mostrou apto para a decisão da Copa do Brasil.

“Lógico que é (uma complicação). É um exímio finalizador, um camisa 9 de Seleção Brasileira, um nove que está em extinção, um jogador de muitos dígitos, a gente sabe a situação que ele saiu do Atlético, o quanto ele custa, o quanto ele vale, e a importância dele dentro do campo, mas, vamos lá. Eu fico feliz, porque ele recuperou. Um cara fantástico, que eu admiro. Eu, como fui atacante, é um cara que eu sempre olhei e é diferente, mas triste porque ele vai voltar jogar contra a gente”, afirmou Jair Ventura.

Conteúdo publicado originalmente no site Fox Sports

RECEBA NOTÍCIAS DO CORINTHIANS DIRETO NO SEU MESSENGER. NÃO PERCA TEMPO! É DE GRAÇA!