Empréstimo gera polêmica da política ao elenco no Vasco; Globo faz sigilo

(Foto: Reprodução da Internet)

Após o frustrante empate em 1 a 1 com o Paraná na última segunda, Maxi López declarou que o ambiente político conturbado do Vasco estava interferindo na equipe e o técnico Alberto Valentim pediu uma trégua da oposição. Como pano de fundo destes depoimentos está o impasse na questão da obtenção do empréstimo de R$ 31 milhões que está travado por conta da falta de garantias da TV Globo após a anulação da eleição, de acordo com o presidente cruzmaltino Alexandre Campello. Tal situação tem trazido insegurança ao elenco na questão dos pagamentos de salários até o fim da temporada.

Segundo o próprio mandatário, o impedimento no acesso a tal quantia poderá "causar um colapso no clube", discurso este que ele já havia dado na reunião do Conselho Deliberativo da última sexta-feira, quando informou aos conselheiros que a Globo teria comunicado que não tinha segurança jurídica para conceder tal garantia por conta do decreto da Justiça que também determinou um novo pleito para o dia 8 de dezembro de 2018.

QUER SABER MAIS SOBRE O VASCO? CLIQUE AQUI.

O UOL Esporte, então, procurou a emissora pedindo um esclarecimento se, de fato, houve um recuo após a liminar judicial, mas ela preferiu manter o sigilo por intermédio de sua assessoria de imprensa: "Não vamos comentar, já que o assunto diz respeito à relação contratual com o clube, sujeita à confidencialidade".

Paralelamente, o departamento jurídico entrou com um recurso contra a decisão da Justiça e espera que, caso ele seja aceito, o empréstimo seja liberado.

Votação do empréstimo virou "novela"

Alexandre Campello havia levantado a necessidade de se obter a verba para manter o Vasco em dia até o fim da temporada. Uma reunião do Conselho Deliberativo foi convocada para tratar do tema que, inicialmente, tinha juros mais vantajosos que permitiam a obtenção de R$ 38 milhões.

Porém, grupos de conselheiros de oposição não ficaram satisfeitos com as justificativas apresentadas pela atual diretoria e decidiram pelo adiamento da votação para dar tempo a novos detalhamentos.

Somente na nova reunião, um mês depois, já com as taxas de juros alteradas - o que ocasionou uma redução para R$ 31 milhões - o empréstimo foi aprovado.

O recuo da TV Globo, de acordo com a diretoria, aconteceu quando já havia se iniciado o processo burocrático para obtenção da quantia.

Além das cotas da emissora, o Vasco havia dado como garantia ao banco cotas da Ferj (Federação de Futebol do Rio de Janeiro).

Felipe critica declarações

Ídolo do clube e ligado ao grupo de oposição "Sempre Vasco", de Julio Brant, o ex-meia Felipe utilizou seu Instagram para criticar as declarações de jogadores e do técnico Alberto Valentim sobre a interferência da política na campanha da equipe no Campeonato Brasileiro, onde está a um ponto da zona de rebaixamento.

O ex-jogador citou títulos que o Cruzmaltino conquistou em anos eleitorais e classificou a situação como uma "transferência de responsabilidades".

Conteúdo publicado originalmente no site UOL Esporte

RECEBA NOTÍCIAS DO VASCO DIRETO NO SEU MESSENGER. NÃO PERCA TEMPO! É DE GRAÇA!