Sánchez comenta punição da Conmebol ao Santos: "Machucou muita gente"

(Foto: Ivan Storti / Santos)

Carlos Sánchez falou da punição imposta pela Conmebol ao Santos pela primeira vez na tarde desta sexta-feira (28 de setembro), no CT Rei Pelé.

Protagonista pela escalação irregular em 2015, ainda pelo River Plate, o uruguaio lamenta o ocorrido, mas olha para o futuro. A confederação impôs 3 a 0 para o Independiente-ARG na ida das oitavas de final da Libertadores da América. Na volta, 0 a 0 no Pacaembu.

QUER SABER MAIS SOBRE O SANTOS? CLIQUE AQUI.

“Responsável não, mas triste. O pessoal não tem ideia do que passou, é difícil, não sei de quem foi a decisão, mas isso machucou muita gente. Tínhamos esperança de passar, mas isso já foi, temos objetivo de estar na Libertadores de novo e continuar indo bem. O que passou passou, sem olhar para trás, vendo o presente, jogo a jogo, com objetivo claro de voltar para a Libertadores”, disse Sánchez.

Ao ser questionado minutos antes da bola rolar em Avellaneda, Sánchez não se lembrou da punição de três jogos por conta da agressão a um gandula. O uruguaio foi titular e depois acabou liberado para atuar no Pacaembu.

Conteúdo publicado originalmente no site Fox Sports

RECEBA NOTÍCIAS DO SANTOS DIRETO NO SEU MESSENGER. NÃO PERCA TEMPO! É DE GRAÇA!