Chapa de Eurico Miranda não poderá participar de nova eleição determinada pela Justiça

(Foto: Reprodução da Internet)

A Justiça determinou a anulação da última eleição do Vasco, realizada em novembro de 2017, devido as irregularidades durante a captação de sócios para o pleito. Na determinação da juíza Glória Heloiza Lima da Silva, da 28ª Vara Cível do Rio, ficou decidido que a chapa do ex-presidente Eurico Miranda não poderá participar do pleito.

Na decisão, ficou determinado que os membros da chapa “Reconstruindo o Vasco”, liderada por Eurico Miranda, não possa participar da eleição marcada para o próximo mês de dezembro.

QUER SABER MAIS SOBRE O VASCO? CLIQUE AQUI.

“... são declarados inaptos para votar e serem votados todos os subscritores da Chapa AZUL, destinatária direta das fraudes praticadas, bem assim todos os “associados” envolvidos com as fraudes já mencionadas... ”, diz trecho da decisão da juíza Glória Heloiza.

O pleito, por determinação da Justiça, terá que ser realizado no próximo dia 8 de dezembro para eleger os membros do Conselho Deliberativo. Já a votação para presidente, deve acontecer no dia 17 de dezembro.

Na última eleição, a Chapa Sempre Vasco foi declarada a vencedora do pleito, mas uma cisão entre os conselheiros fez com que o então candidato a presidente Júlio Brant não ganhasse a votação no Conselho Deliberativo. Alexandre Campello, que seria vice-presidente de Brant, lançou a própria candidatura e foi eleito presidente.

Conteúdo publicado originalmente no site Fox Sports

RECEBA NOTÍCIAS DO VASCO DIRETO NO SEU MESSENGER. NÃO PERCA TEMPO! É DE GRAÇA!