Quer ficar! Jogador do Atlético-MG é categórico ao falar sobre seu futuro

(Foto: Reprodução da Internet)

No embalo de outros grandes do futebol brasileiro, o Atlético Mineiro também já começa a planejar o seu futuro. ​Além da importante renovação de Adilson, o Galo vive outra "incerteza" para 2019: a situação de Tomás Andrade. No entanto, no que depender do próprio meia, não há dúvida alguma acerca de qual camisa ele vestirá na próxima temporada.

​​Em longa entrevista concedida ao ​UOL Esportes, o argentino falou sobre sua situação contratual - chegou ao Galo via empréstimo válido até dezembro de 2018 -, adaptação ao futebol brasileiro e suas expectativas para um futuro próximo. Plenamente ambientado ao nosso país e à cidade de Minas Gerais, Tomás revelou que não planeja retornar ao River Plate, clube detentor de seus direitos econômicos.

QUER SABER MAIS SOBRE O ATLÉTICO? CLIQUE AQUI.

"Quando cheguei aqui, meu objetivo era ficar. Hoje, continua sendo o mesmo. A situação lá [River Plate] é que tenho contrato até junho de 2020. E aí eu cheguei aqui com o passe fixado e vamos ver agora no final do ano o que acontece. Sei que o pessoal aqui gosta muito de mim e eu também gosto deles. Eu me sinto muito à vontade aqui, muito bem", afirmou.

Hoje, sua multa rescisória é avaliada em €3,75 milhões, algo em torno de R$ 18 milhões. O valor é considerado alto, o que não diminui o otimismo do argentino em sua permanência na Cidade do Galo. Feliz no Brasil, o jogador citou algumas das coisas que mais gosta na cultura brasileira: "Gosto de funk, de pagode. Gosto de pão de queijo, também", contou.

Conteúdo publicado originalmente no site 90min

RECEBA NOTÍCIAS DO ATLÉTICO DIRETO NO SEU MESSENGER. NÃO PERCA TEMPO! É DE GRAÇA!