Cruzeiro em alerta: Expulsão de Dedé pode ter novo capítulo nos tribunais

(Foto: Reprodução da Internet)

Na última quarta-feira (26), ​o Cruzeiro recebeu uma boa notícia do Tribunal Disciplinar da Conmebol: o zagueiro Dedé, expulso injustamente durante o duelo contra o Boca Juniors na Argentina, estaria liberado para atuar no jogo da volta em Minas Gerais. A notícia foi bastante celebrada na Toca da Raposa, mas não foi bem digerida pelo lado xeneize.

​​Fontes locais, incluindo o famoso periódico 'Olé', revelam que o Boca Juniors se sentiu prejudicado com a anulação da suspensão de Dedé, e que o clube argentino planeja recorrer da decisão no Tribunal Disciplinar. Como destaca o ​Globoesporte, a base jurídica do argumento xeneize será em cima do próprio regulamento disciplinário da Conmebol, que prevê a seguinte regra em seu Artigo 23: "As decisões adotadas pelo árbitro em campo de jogo são finais e não são suscetíveis de revisão pelos órgãos judiciais da CONMEBOL".

QUER SABER MAIS SOBRE O CRUZEIRO? CLIQUE AQUI.

O caso causou grande comoção no Brasil, levando os dirigentes celestes a procurar a sede da Conmebol em Luque (Paraguai), um dia depois da partida na Bombonera. Até mesmo a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) "deu as caras", enviando um ofício à entidade sul-americana, pedindo a anulação da suspensão. Apesar da causa inicialmente ganha, o Cruzeiro está ciente de que novos episódios ainda estão a caminho.

Derrotado por 2 a 0 fora de casa, o time celeste precisará de uma remontada histórica para avançar. A partida da volta acontece na próxima quinta (4), no Mineirão.

Conteúdo publicado originalmente no site 90min

RECEBA NOTÍCIAS DO CRUZEIRO DIRETO NO SEU MESSENGER. NÃO PERCA TEMPO! É DE GRAÇA!