Quem teve chance aproveitou: o saldo positivo do Bota, apesar da derrota

(Foto: Reprodução da Internet)

O saldo para o Botafogo é positivo, por incrível que pareça. Leva para o Estádio Nilton Santos a possibilidade de vencer por 1 a 0 e avançar na Copa Sul-Americana - por mais que seja difícil o time não sofrer gols e siga com problemas para marcá-los. Porém, mais do que isso, a opção por poupar tantos jogadores gerou mais soluções do que problemas para a sequência da equipe no Campeonato Brasileiro.

O goleiro Diego falhou no segundo gol e Valencia precisou ser substituído logo no início da partida, após sentir dores na panturrilha direita. Mas Luis Ricardo, Gilson e Bochecha não comprometeram. Marcelo Benevenuto foi bem, assim como Rodrigo Pimpão e Brenner, que devem começar jogando contra o Vitória. A estratégia de Zé Ricardo, então, deu certo.

QUER SABER MAIS SOBRE O BOTAFOGO? CLIQUE AQUI.

- Se tivéssemos tomado de 3 ou 4, estaríamos sendo crucificados. E se tivéssemos vencido, estariam enaltecendo a estratégia. Independentemente do resultado, importante é a convicção no que faz - afirmou o treinador, que, no Rio, havia afirmado que não iria privilegiar uma ou outra competição.

Contra o Rubro-Negro baiano, a equipe deverá ter Saulo, Marcinho, Carli e Moisés de volta, só na linha de defesa. No meio-campo, Bochecha deverá ser mantido, até porque Valencia (que iniciou como ponta-esquerda diante do Bahia) não deve se recuperar a tempo das fortes dores que sentiu na panturrilha direita - ele passa por exame na manhã desta sexta-feira.

O gol de Rodrigo Pimpão lhe credencia a brigar diretamente por uma vaga com Luiz Fernando e Erik, que fica novamente à disposição. E Brenner chegou mais perto de fazer um gol do que Kieza produziu nas últimas semanas.

Conteúdo publicado originalmente no site Lance

RECEBA NOTÍCIAS DO BOTAFOGO DIRETO NO SEU MESSENGER. NÃO PERCA TEMPO! É DE GRAÇA!