Apresentado no Corinthians, Sergio Díaz fala sobre características e estipula tempo para estreia

(Foto: Reprodução da Internet)



Apresentado nesta sexta-feira como novo reforço do Corinthians após 10 dias do anúncio de sua contratação, o atacante Sergio Díaz contou como tem sido o início das atividades na nova casa e sobre a fase final do tratamento de uma grave lesão no joelho sofrida em novembro do ano passado, quando defendia o Lugo, da segunda divisão espanhola.

“Estou fazendo uma recuperação a parte, trabalho com fisioterapeuta, para estar pronto para jogar de novo, que é o que desejo agora mesmo. Estou a pouco tempo de voltar. Nesse pouco tempo aqui me sinto bastante bem, protegido por todos, que me tratam muito bem. Estou muito contente”, disse Díaz, que deve iniciar os treinamentos com o grupo a partir da próxima semana. O paraguaio acredita que em duas semanas fará a sua estreia com a camisa corintiana.

CONTINUA DEPOIS DOS ANÚNCIOS





LEIA MAIS
- PVC chama atenção para números que desanimam a torcida do Corinthians
- Haja coração! Palmeiras e Corinthians podem fazer final nacional e terem cinco duelos em um mês
- Timão dificilmente repetirá "operação de guerra" para ter Fagner contra o Flamengo
- Saída de meia põe fim a quinteto milionário que jamais convenceu


“A princípio estava estipulado que eu começasse a treinar com o grupo na semana que vem. Aí a decisão dependerá do técnico, para me colocar nas partidas. Tenho que primeiro treinar com o grupo para ver como me sinto, como volto, estou com muita vontade de trabalhar com o grupo e dar o melhor de mim para atuar o mais rápido possível. Certamente em duas semanas já estarei jogando”, declarou.

QUER SABER MAIS SOBRE O CORINTHIANS? CLIQUE AQUI.

Emprestado pelo Real Madrid até o final de 2019, o jogador de 20 anos respondeu sobre o estilo de jogo e disse que gosta de fazer “coisas diferentes” para ajudar a equipe..

“Me considero mais como um atacante, que gosta de fazer gols e dar assistências. Também volto para marcar, ajudo a equipe em todos os sentidos, não apenas quando tenho a bola, mas também para defender bem e manter o zero no nosso placar. Mas gosto de encarar, ir para cima, ser um pouco individualista com a bola, fazer coisas diferentes… Me considero um jogador que gosta de fazer coisas diferentes para ajudar a equipe”, comentou.

VEJA A CLASSIFICAÇÃO ATUALIZADA DO CAMPEONATO BRASILEIRO

Outros assuntos abordados na coletiva

Amizade com Romero
“Isso foi uma das coisas que me motivou a vir para o Corinthians, o fato de estar aqui o Romero. Ele foi meu companheiro no Cerro (Porteño). Não jogamos juntos, mas treinamos juntos. Eu joguei com o irmão dele. Essa foi uma das coisas que me fez vir ao Corinthians. Particularmente, acho que é o maior clube do Brasil”.

Conhecimento antigo sobre o Corinthians
“Sempre que via as partidas… não sempre, mas às vezes via o Campeonato Brasileiro e gostava, já joguei contra o Corinthians na Libertadores, fiz um gol contra. Agora espero fazer pelo clube e dar alegria à toda torcida.”

Comparação com Kun Aguero, estrela do Manchester City
“Quando me consideravam como Kun Aguero eu gostava bastante, pois era um dos meus jogadores favoritos. Tenho coisas que ele tem também, é um jogador forte, que busca o contato físico. Esse jogo que ele tem mais ou menos, de proteger a bola, usar o físico para ficar com a posse, são coisas que tenho de Kun Aguero.”

Conteúdo publicado originalmente no site Torcedores.com

RECEBA NOTÍCIAS DO CORINTHIANS DIRETO NO SEU MESSENGER. NÃO PERCA TEMPO! É DE GRAÇA!