Novidade em 'caso Scarpa' pode trazer prejuízo grande ao Palmeiras; entenda

(Foto: Reprodução da Internet)



​Longe de um desenrolar judicial definitivo, a 'novela' envolvendo Palmeiras, Fluminense e Gustavo Scarpa ganhou um novo episódio na segunda-feira (6). Este, em específico, não agrada em nada o torcedor alviverde.

De acordo com o ​UOL Esportes, a juíza Dalva Macedo, da 70ª Vara do Trabalho do Rio de Janeiro, determinou a apreensão de R$ 200 milhões do jogador e do clube paulista. O arresto de bens foi exigido após a magistrada conceder parecer favorável à tutela de urgência requerida pelo Fluminense. As partes tem até cinco dias para efetuar o depósito.

CONTINUA DEPOIS DOS ANÚNCIOS





LEIA MAIS
- Brasileirão 2018 - Vitória x Palmeiras: prováveis times, desfalques, onde ver e palpites
- Edmundo destaca jogador do Palmeiras que poderia ter sido lembrado por Tite: "Está jogando bem"
- Haja coração! Palmeiras e Corinthians podem fazer final nacional e terem cinco duelos em um mês
- Palmeiras pode igualar marca histórica diante do Vitória


​​O arresto de bens funciona como uma 'garantia' para o requerente, caso o Fluminense vença o embate jurídico de forma definitiva. A medida, contudo, não interfere no atual arranjo esportivo, de modo que o meia está liberado a seguir suas atividades na Academia de Futebol.

QUER SABER MAIS SOBRE O PALMEIRAS? CLIQUE AQUI.

O caso segue em paralelo no Tribunal Superior do Trabalho (TST) em Brasília, onde, anteriormente, o Palmeiras havia conseguido pequena vitória no caso Scarpa, com habeas corpus liberando o atleta para o Alviverde.

Conteúdo publicado originalmente no site 90min

VEJA A CLASSIFICAÇÃO ATUALIZADA DO CAMPEONATO BRASILEIRO

RECEBA NOTÍCIAS DO PALMEIRAS DIRETO NO SEU MESSENGER. NÃO PERCA TEMPO! É DE GRAÇA!