Indicado por garçom, Noguera 'recebeu' mais de R$ 3 milhões do Santos

(Foto: Reprodução da Internet)



A auditoria em andamento no Santos, comandada pela empresa GF Brasil, apontou altos valores envolvidos na contratação de Fabián Noguera, em 2016. O zagueiro não renovou com o Banfield e assinou um pré-contrato para vir, teoricamente, de graça. Atualmente, ele está emprestado ao Estudiantes até o fim da temporada. O vínculo se encerra em 2021.

A Gazeta Esportiva obteve acesso às 12 páginas do contrato do argentino e foi acertado um grande pagamento por meio dos direitos de imagem, em um total de R$ 3.229.200,00, pagos em sete parcelas entre julho de 2016 e abril de 2017. A quantia foi transferida para a KR Assessoria Esportiva, representada pelo empresário Kleber Dias dos Reis e detentora da imagem de Noguera.

CONTINUA DEPOIS DOS ANÚNCIOS





LEIA MAIS
- "Vamos trazer Cavani e Suárez"; brinca Cuca sobre declaração de Carlos Sánchez
- Brasileirão 2018 - Santos x Sport: prováveis times, onde assistir, desfalques e palpites
- Com Sasha e gringos, Cuca relaciona 23 atletas; Copete é cortado da lista
- Cuca revela clima no vestiário após eliminação para o Cruzeiro: 'Muito abatidos'


Os salários de Fabián Noguera eram, inicialmente, de R$ 131 mil, mas passaram por dois aumentos. O montante atual é R$ 183 mil. Em julho de 2019, será de R$ 210 mil. Os vencimentos, hoje, são divididos entre Santos e Estudiantes.

QUER SABER MAIS SOBRE O SANTOS? CLIQUE AQUI.

Na negociação conduzida pelo empresário Luiz Taveira, sem a aprovação do ex-técnico Dorival Júnior e bancada pelo ex-presidente Modesto Roma, Noguera ainda ficou com 40% de uma futura transferência.

Vale lembrar que a vinda do defensor, ainda sem o conhecimento público dos valores envolvidos, foi polêmica. Taveira admitiu ter ouvido um garçom, um motorista de táxi, um porteiro e um jornaleiro para indicar a contratação ao Peixe após cinco viagens para a Argentina. A intenção era trazer Oliver Benítez, à época no Gimnasia Y Esgrima (hoje no CD Palestino, do Chile).

VEJA A CLASSIFICAÇÃO ATUALIZADA DO CAMPEONATO BRASILEIRO

“Fui para contratar o Benitez, zagueiro canhoto. Cheguei à Argentina e pediram 2 milhões de dólares. Fiquei mais dois dias e fui com o jogador almoçar. No restaurante, entrei e ninguém o conhecia. Dei um tempo, levantei e falei com o garçom. Perguntei se conhecia o jogador. Disse que não. Perguntei quem era bom. Ele falou: “fulano, ciclano e o menino do Banfield, o Noguera”, que inclusive foi indicado pelo procurador do Ricardo Oliveira, o Augusto Castro. Estava brigado com o Banfield e tinha propostas. Eu fui para a Argentina cinco vezes. Em todas eu perguntava para taxista, jornaleiro e todos falavam do Noguera. Vi dois coletivos dele. Achei ele seguro, firme. O futebol argentino é diferente, mais pegado. Achei bom e era muito mais barato que o Benitez”, disse Luiz Taveira, em maio de 2017.

“Na realidade não houve um comunicado direto ao Dorival. Essa é a realidade. Comuniquei ao Dagoberto (dos Santos, gerente de futebol), entendeu? Em uma das reuniões o Conforti (vice-presidente) estava junto. Então, depois de cinco vezes, dois meses indo para a Argentina, optou-se por fazer a contratação do Nogueira. Passaporte europeu, 23 anos, 1,93m, um jogador de boa estatura. E o Oliver Benitez ninguém… aí comecei a perguntar mais do Benitez e ninguém recomendou. Mas todos falavam o nome de um zagueiro do Boca, do Estudiantes e o nome do Noguera. Então, foi assim. Vi dois coletivos e gostei. Indiquei. Disse: “Olha, é mais barato, entendeu, porque é com ele que tem de acertar. E tem passaporte europeu. Acho que pode dar certo”. Mas na realidade não foi um pedido do treinador. Levei até uma bronca por causa disso do treinador. Mas tinha comunicado à diretoria, à presidência e no fim ele está aí. Mas vou me encarregar, vou levá-lo à Europa no meio do ano, nessa janela, se Deus quiser. E o Santos vai conseguir ter lucro com ele”, completou.

Noguera, sem nunca ter tido status de titular no Santos, é reserva também no Estudiantes-ARG. Ele tem 25 anos e atuou 16 vezes pelo Peixe.

CASO NÃO É ISOLADO

Além de Noguera, o Santos pagou caro em luvas para Vecchio, reforço também em 2016, na gestão anterior. O UOL revelou nesta semana o acerto para o valor de R$ 5,3 milhões para a empresa do empresário Luis Augusto Carvalho – R$ 2,1 milhões à vista e três parcelas de R$ 1,06 mi em julho, setembro e novembro. O argentino estava livre no mercado depois de passagem pelo Qatar SC.

Em contato com o site, Vecchio revelou não ter recebido essa quantia. O ex-presidente Modesto Roma não viu problema nos números envolvidos.

“O Vecchio foi colocado pelo Dorival como salvação da pátria na época. Não me lembro exatamente o valor, mas esses R$ 5,3 milhões devem dar 1 milhão de euros. No mercado internacional do futebol é um valor palatável. Mas cada vez que o time perde vem esses assuntos. Chega, vamos administrar. Faz três anos. Você acha que eu sei porque eu dilui ou não ou a forma como foi paga, eu não lembro. Trazer coisas de três anos. Foi feito e foi feito”, disse Modesto, ao UOL.

Conteúdo publicado originalmente no site Fox Sports

RECEBA NOTÍCIAS DO SANTOS DIRETO NO SEU MESSENGER. NÃO PERCA TEMPO! É DE GRAÇA!