Em conversa com Aguirre, Diego Souza diz que revidou agressão ao dar pontapé

(Foto: Rubens Chiri / saopaulofc.net)



A derrota do São Paulo por 1 a 0 para o Colón, nesta quinta-feira, no Morumbi, no confronto de ida pela segunda fase da Copa Sul-Americana, ficou marcada por uma agressão de Diego Souza, que, com o árbitro de costas, acertou um pontapé em Guillermo Ortiz. Para o técnico Diego Aguirre, o camisa 9, que não deu entrevistas depois da partida, disse que tomou a atitude porque tinha levado um soco do zagueiro argentino.

- Não vi o lance, mas fiquei sabendo e o Diego disse que sofreu um soco no jogo e cometeu a agressão. Não pode acontecer, mas aconteceu - contou Aguirre, que viu ainda Brenner ser expulso nos acréscimos por empurrar um adversário logo após sofrer a falta, mas apontou o cartão vermelho ao garoto de 18 anos como fruto de sua idade, "isso explica ele perder a cabeça".

CONTINUA DEPOIS DOS ANÚNCIOS





LEIA MAIS
- São Paulo faz treino com 'cuidado especial' antes de enfrentar a Chapecoense
- Liziero tranquiliza após abandonar jogo sentindo dores: "Não foi lesão"
- São Paulo ganha reforço de Rodrigo Caio para a sequência no Brasileirão
- São Paulo desafia tabu contra a Chape: nunca venceu em casa


Em relação a Diego Souza, contudo, ficou marcado o seu pontapé no capitão do Colón, aos 39 minutos do segundo tempo. Mas o São Paulo tem um vídeo que pode ser usado caso o jogador seja denunciado e corra o risco de ser punido disciplinarmente pela Conmebol.

QUER SABER MAIS SOBRE O SÃO PAULO? CLIQUE AQUI.

As imagens registram o que o camisa 9 disse ter sido um soco de Guillermo Ortiz depois de uma cobrança de escanteio do São Paulo. Diego vai cobrar o adversário, que cai e, na sequência, o árbitro mostra o cartão amarelo para o jogador do Tricolor, que insiste em falar com o argentino e vê o zagueiro negar a agressão. Minutos depois, com o juiz de costas, Diego acerta o pontapé.

A expulsão de Brenner ocorreu já aos 48 minutos do segundo tempo, seis minutos depois de ele ter substituído Rojas. O atacante de 18 anos já entrou na partida com o clima quente. Na lateral, foi derrubado por Emanuel Oliveira, que, na sequência, chutou a bola em direção ao garoto. Brenner se irritou e empurrou o adversário, na frente do juiz, e recebeu o cartão vermelho.

VEJA A CLASSIFICAÇÃO ATUALIZADA DO CAMPEONATO BRASILEIRO

Depois da vitória por 1 a 0 no Morumbi, que garante ao Colón a classificação para as oitavas de final da Copa Sul-Americana com um simples empate na partida de volta, em casa, no dia 16, Guillermo Ortiz falou com os jornalistas brasileiros. E preferiu ressaltar o resultado conquistado em campo.

- Essas coisas sempre acontecem e ficam no campo. Só no campo de jogo. Falemos de outra coisa. Foram 90 minutos difíceis, contra uma equipe muito grande. Estamos muito contentes. Lutamos muito e saiu tudo como queríamos. O técnico planejou isso e conseguimos a vitória contra uma grande equipe, diante de sua torcida e em seu estádio. Eles têm grandes jogadores, o campo é difícil, mas agora é desfrutar. Teremos mais uma final, e eles também podem ser fortes como visitantes - disse Ortiz, de 25 anos, oito a menos do que Diego Souza, que saiu do estádio sem dar entrevistas.

Conteúdo publicado originalmente no site Lance!

RECEBA NOTÍCIAS DO SÃO PAULO DIRETO NO SEU MESSENGER. NÃO PERCA TEMPO! É DE GRAÇA!