Dois jogadores do Galo e dirigente são punidos pelo STJD

(Foto: Bruno Cantini / Atlético-MG)



O Atlético-MG já pensa nas peças que vai mandar a campo para substituir as ausências de Matheus Galdezani e Elias. Nesta quinta-feira, os jogadores foram suspensos de dois jogos pela 5ª Comissão Disciplinar do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) pelos incidentes ocorridos na partida contra o Palmeiras, pela 14ª rodada do Campeonato Brasileiro. Além dos atletas, o presidente Sérgio Sette Câmara também foi punido com 40 dias e condenado a pagar multa de R$ 15 mil. A decisão cabe recurso.

Na partida, Matheus Galdezani foi expulso já nos acréscimos por xingar o árbitro Péricles Bassols. Como já ficou fora do confronto com o Paraná, resta apenas a partida contra o Internacional para o jogador se livrar da suspensão. Por outro lado, Elias, que foi punido por criticar a arbitragem brasileira e dizer que o Atlético-MG havia sido "assaltado" na partida, ficará fora dos jogos contra o Colorado e Santos, no dia 12.

CONTINUA DEPOIS DOS ANÚNCIOS





LEIA MAIS
- Fabio Azevedo aponta dois times que não devem mais brigar pelo título do Brasileirão
- Volante do Galo espera boa partida diante do Botafogo e pede atenção
- Atlético-MG não consegue acordo, mas Gallo avança por renovação de Adilson
- Agente mantém influência, mas reduz lista de atletas no Atlético-MG


Já o presidente do clube, Sérgio Sette Câmara foi suspenso por 40 dias e punido com multa de R$ 15 mil por ter publicado a seguinte declaração sobre a arbitragem da partida em questão no Twitter:

QUER SABER MAIS SOBRE O ATLÉTICO? CLIQUE AQUI.

- Vagabundo, ladrão e mal intencionado! Essa #CBF é um lixo! Fora com essa “comissão de arbitragem” pelo bem do futebol brasileiro! - escreveu o mandatário.

Em entrevista concedida à Rádio Itatiaia após a decisão do STJD, o advogado do Atlético-MG, Lucas Ottoni, lamentou a decisão e garantiu que o clube já prepara recurso para anular a ou reduzir as punições previstas na decisão.

VEJA A CLASSIFICAÇÃO ATUALIZADA DO CAMPEONATO BRASILEIRO

- Prejuízo grande. A comissão foi severa. A gente respeita, mas foi severa. Vamos chegar em Belo Horizonte e conversar com a comissão técnica, mas certamente vamos interpor recursos e tentar absolver ou minorar (reduzir) essas penas aplicadas. A minha sorte é que o nosso jogo é na segunda-feira, que se a gente joga no sábado ficaria em cima da hora para conseguir o efeito suspensivo. Vamos trabalhar de hoje para amanhã para poder interpor esse recurso e conseguir êxito.

Conteúdo publicado originalmente no site Lance!

RECEBA NOTÍCIAS DO ATLÉTICO DIRETO NO SEU MESSENGER. NÃO PERCA TEMPO! É DE GRAÇA!