VAR em ação: CBF detalha utilização da tecnologia na Copa do Brasil

(Foto: Reprodução da Internet)



A era da tecnologia chegou, enfim, ao futebol brasileiro. Em evento realizado na manhã da última segunda-feira (30), no Rio de Janeiro, representantes da CBF detalharam minuciosamente como será a utilização do árbitro de vídeo (VAR, em inglês) durante as fases finais da Copa do Brasil.

Como destaca o ​Globoesporte, entre 14 e 16 câmeras estarão espalhadas pelos estádios, metade do número médio utilizado em confrontos da Copa do Mundo (33). O valor total custeado pela CBF para a utilização da tecnologia durante as fases finais da Copa do Brasil será de R$ 700 mil, média de R$ 50 mil por jogo.

CONTINUA DEPOIS DOS ANÚNCIOS





LEIA MAIS

- PVC chama atenção para números que desanimam a torcida do Corinthians

- Brasileirão 2018 - Vitória x Palmeiras: prováveis times, desfalques, onde ver e palpites

- Barbieri quebra cabeça no Flamengo para substituir Diego e Réver; veja as opções

- São Paulo faz treino com 'cuidado especial' antes de enfrentar a Chapecoense



​​Haverá sala de VAR em todos os estádios e cabines de revisão nos gramados. Toda partida contará, pelo menos, com cinco profissionais: árbitro de vídeo, assistente, operador e supervisor, além de um assessor da própria CBF. 80 árbitros e assistentes passaram por treinamento de capacitação, e 32 deles já estão aptos para atuar com a tecnologia.

Confira os árbitros escalados para operar o VAR nos primeiros confrontos de quartas-de-final:

Santos x Cruzeiro, quarta-feira (01), 19h30: Bráulio Machado (SC)
Grêmio x Flamengo, quarta-feira (01), 21h45: Rafael Traci (PR)
Chapecoense x Corinthians, quarta-feira (01), 21h45: Pericles Bassols (PE)
Bahia x Palmeiras, quinta-feira (02), 19h15: Leandro Vuaden (RS)

VEJA A CLASSIFICAÇÃO ATUALIZADA DO CAMPEONATO BRASILEIRO

Conteúdo publicado originalmente no site 90min