Ascensão e proximidade dos líderes não impedem Cruzeiro de manter rodízio

(Foto: Vinnicius Silva / Cruzeiro)



Classificado para as oitavas de final da Libertadores e a seis pontos do líder Flamengo no Brasileirão. O Cruzeiro está em evolução na temporada, empolgando seu torcedor e se aproximando dos primeiros colocados. Mas a boa fase não impedirá Mano Menezes de poupar seus atletas caso seja necessário. O treinador continua com o discurso de valorizar todas as competições, mas vai continuar com o rodízio, e a partida contra o Corinthians não será exceção.

Mano Menezes já deixou claro que não quer deixar nenhum jogador fazer cinco jogos seguidos. Até o momento, Fábio, Edílson, Dedé, Léo, Thiago Neves e Arrascaeta estiveram em todos três jogos do clube após a Copa. Com exceção do goleiro, que não deverá ser poupado, Edilson, Thiago Neves e até o miolo de zaga podem ser afetados pelo rodízio previsto. Para o jogo desta quarta, o lateral sequer treinou com a equipe, abrindo vaga para Ezequiel ou Lucas Romero, bastante improvisado no setor durante a temporada passada.

CONTINUA DEPOIS DOS ANÚNCIOS





LEIA MAIS
- Cruzeiro renova contrato de Dedé até 2021
- Decepção? Reforços tem pouca participação nos números do Cruzeiro em 2018
- Fora da briga? Mano Menezes revela pretensões do Cruzeiro no Brasileirão
- Dedé relembra momentos difíceis e comemora convocação para a seleção brasileira


"Contra o Corinthians, mudaremos dois, estourando três jogadores. Estamos tirando uns para que eles não completem uma série tão grande de jogos, e estamos dando ritmo a outros, que estarão preparados para entrar em jogos decisivos também", comentou Mano Menezes.

QUER SABER MAIS SOBRE O CRUZEIRO? CLIQUE AQUI.

A preocupação pela parte física dos jogadores tem uma explicação. Com o Brasileiro, Copa do Brasil e Libertadores pela frente, a equipe terá jogos nos meios e fins de semana pelo menos até o dia 9 de setembro. Isso significa mais de um mês sem uma semana inteira para trabalhar e uma sequência de 16 jogos com intervalo de poucos dias entre os compromissos. Se avançar nas competições de mata-mata, o calendário continuará apertado por mais tempo.

Apesar das prováveis mudanças, o Cruzeiro não quer abrir mão de pelo menos acompanhar de perto as primeiras colocações. Vale lembrar que o clube poderá chegar até a vice-liderança em caso de vitória e uma combinação de resultados. Contudo, se o contrário acontecer e o time sair derrotado, poderá cair para o sétimo lugar.

VEJA A CLASSIFICAÇÃO ATUALIZADA DO CAMPEONATO BRASILEIRO

Conteúdo publicado originalmente no site UOL Esporte

RECEBA NOTÍCIAS DO CRUZEIRO DIRETO NO SEU MESSENGER. NÃO PERCA TEMPO! É DE GRAÇA!