Contratação de CR7 gera greve em empresa que patrocina a Juventus; entenda

(Foto: Reprodução da Internet)

A contratação de Cristiano Ronaldo deixou a torcida da Juventus em polvorosa na última terça-feira, mas nem tudo são flores em Turim após a confirmação da ​transferência do craque português.

Baixe o App oficial do FutNet no Google Play Store ou na Apple App Store

CONTINUA DEPOIS DOS ANÚNCIOS





Segundo o site ​UOL Esporte, operários da Fiat, empresa que faz parte do grupo que é sócio majoritário da Juventus, declararam greve a partir do próximo domingo por conta dos 105 milhões de euros (cerca de R$ 471 milhões) gastos pelo clube na contratação de Cristiano Ronaldo.

"É inaceitável que os trabalhadores continuem a fazer sacrifícios econômicos, enquanto a companhia gasta milhões de euros num jogador. Eles dizem às famílias para apertarem cada vez mais o cinto, e eles decidem investir tanto dinheiro num jogador", disse a USB (Unione Sindicale di Base), o sindicato, em nota oficial.



"A companhia deveria colocar os interesses dos seus empregados em primeiro lugar. Se isso não acontece, é porque eles preferem o mundo do futebol, entretenimento do que tudo o resto. Pelas razões descritas acima, o Sindicato declarou uma greve na fábrica de Melfi entre as 22h de domingo de dia 15 de julho e as 18 horas de terça-feira dia 17 de julho", completaram os trabalhadores.

VEJA A CLASSIFICAÇÃO ATUALIZADA DO CAMPEONATO BRASILEIRO

Conteúdo publicado originalmente no site 90min