Palmeiras estipula preço por Guedes, bem acima do que o Porto quer pagar

(Foto: Reprodução da Internet)

Quando o Campeonato Brasileiro parou em virtude da disputa da Copa do Mundo, a possibilidade de saída de Róger Guedes do ​Atlético-MG era uma realidade. Pois o Mundial está quase no fim e o assunto ainda não se esgotou. E, como se sabe, a definição sobre o futuro do artilheiro do torneio, com nove gols, não depende do Galo, mas sim do ​Palmeiras, que estipulou o mínimo desejado para concretizar a venda.

Baixe o App oficial do FutNet no Google Play Store ou na Apple App Store

CONTINUA DEPOIS DOS ANÚNCIOS





Dono de 25% dos direitos econômicos do atacante (o restante pertence ao Criciúma), o Verdão pediu 12 milhões de euros (R$ 55 milhões). O Porto, principal interessado no jovem de 21 anos, informou ao empresário Paulo Pitombeira que aceita pagar, no máximo, 8 milhões de euros (R$ 36,7 milhões). E de forma parcelada, o que não é do agrado do clube paulista. Diante deste impasse, busca-se um consenso, já que os portugueses insistem em contar com o profissional.

O estafe de Róger Guedes vê na transferência uma boa oportunidade para o jogador. Valorizado no mercado, ele recebeu outras ofertas, como do Benfica, também de Portugal, Shakhtar Donetsk, da Ucrânia, Al-Ahli e Al-Wehda, ambos da Arábia Saudita. Sem muito o que fazer, o Atlético-MG aguarda um desfecho das tratativas, retomadas por Pitombeira depois de uma rápida ida até a Rússia para acompanhar o jogo entre Brasil e Bélgica, pelas quartas de final da Copa. Caso fique sem o atleta, a equipe de Belo Horizonte terá direito a 10% do total da transação pela chamada cláusula de vitrine. E este valor, a princípio, sai da fatia pertencente ao Palmeiras.



Conteúdo publicado originalmente no site 90min

VEJA A CLASSIFICAÇÃO ATUALIZADA DO CAMPEONATO BRASILEIRO